sexta-feira, 1 de julho de 2016

5 Quadrinhos eróticos para mulheres (Parte III)

Mais uma vez observamos o tema intitulado ganhando espaço no mercado nacional, chegando a merecer uma terceira lista com indicações provocantes deste gênero em específico. Afinal, até mesmo o erotismo também merece uma 'versão feminina' de si, com publicações que deixem o público feminino mais a vontade para se aventurar por esse estilo.
Para aqueles que ainda acham que os quadrinhos, principalmente os eróticos, são coisas para homens. Confira abaixo algumas HQs excelentes feitas especialmente para elas:
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Lendas dos quadrinhos, Alan Davis e Mark Farmer estão confirmados na CCXP 2016

Para a terceira edição da CCXP – Comic Con Experience está confirmada a vinda do britânico Alan Davis, quadrinista de peso ativo desde a década de 1980 com passagens em diversos títulos e personagens da DC Comics e, mais destacadamente, da Marvel. O artista vem ao Brasil acompanhado do arte-finalista e colaborador frequente Mark Farmer.
Davis e Farmer juntam-se a Gerardo Zaffino, Brian Azzarello, Arthur Adams, Joyce Chin, Marcello Quintanilha, Frank Quitely, Eduardo Risso, Yanick Paquette, Mateus Santoloco, Julian Totino, Max e Sebastian Fiumara no time de quadrinistas já anunciados para a CCXP 2016. A vinda da dupla é uma parceria entre a CCXP e a Comix Book Shop, maior loja de quadrinhos do Brasil, que estará pela terceira vez no evento com um estande próprio.

Inglês de 60 anos, Davis iniciou a carreira desenhando para fanzines em seu país de origem. O sucesso veio depois de ilustrar as histórias do Capitão Britânia, escrita por Alan Moore no início dos anos 1980. Os dois artistas formaram uma frutífera parceria, criando a tirinha D.R. and Quinch para a revista 2000AD. Mais tarde, Davis assumiu os lápis do personagem Marvelman na revista Warrior - publicado nos EUA e no Brasil com o nome de Miracleman -, trabalhando novamente ao lado de Moore.
Nos Estados Unidos, ele atraiu a atenção desenhando para as revistas do Batman, Liga da Justiça e Legião dos Super-Heróis, todos da DC Comics. Foi na Marvel, porém, que Davis fez história, principalmente ao lado do roteirista Chris Claremont, ao desenhar histórias dos X-Men, Excalibur, ClanDestino, Quarteto Fantástico e Wolverine.
O inglês Mark Farmer, arte-finalista vencedor do Eagle Awards, uma das mais antigas premiações de HQs, iniciou sua carreira na Inglaterra para as editoras Marvek UK e 2000AD. Em 1983, foi convidado por Dave Gibbons para arte-finalizar uma história do Lanterna Verde publicada em 1983. Desde então tem trabalhado regularmente para a DC e para a Marvel como arte-finalista de grandes nomes dos quadrinhos como Adam Hughes, José Luis Garcia-López, Gil Kane, Adam Kubert e Rags Morales. Farmer tem sido o arte-finalista regular de Alan Davis desde a década de 90 e a dupla assinou histórias aclamadas nas revistas Wolverine, Vingadores, Quarteto Fantástico e a minissérie Liga da Justiça: O Prego, entre inúmeros outros títulos.

A 3ª edição da CCXP – Comic Con Experience acontece entre 1 a 4 de dezembro no São Paulo Expo, próximo à estação Jabaquara do Metrô, com conteúdos para fãs de quadrinhos, cinema, programas de TV, desenhos animados e outras áreas da cultura pop. 
O evento ocupará 100 mil metros quadrados (80% a mais que na edição de 2015) e espera receber 180 mil visitantes de todos os Estados do Brasil e também do exterior, firmando-se como a maior comic con da América Latina e a terceira maior do mundo em público, atrás apenas da San Diego Comic Con e da New York Comic Con. Para adquirir ingressos no segundo lote promocional de ingressos e saber mais sobre o evento, acesse o site www.ccxp.com.br.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...

quarta-feira, 29 de junho de 2016

As Crônicas de Gelo e Fogo – O Festim Dos Corvos (George R.R. Martin)

A verdade é que já faz um bom tempo que terminei essa leitura. Antes até das suas páginas serem adaptadas durante a quarta e quinta temporada da série televisiva produzida pela HBO. Mas pelo assunto já ser tão debulhado pela internet, eu acabei dando prioridade a outros tópicos antes de parar para resenhar "As Crônicas de Gelo e Fogo – O Festim Dos Corvos" (Editora Leya, 644 páginas), quarto livro da famosa saga criada por George R.R. Martin. Mas quem acompanha o DpM sabe que os volumes anteriores ganharam destaque aqui no site após a leitura, e não vai ser nessa altura do campeonato que vamos negar essa tradição.

Embora já tenham apresentado o arco principal desse livro no programa da TV, acho que vale a pena observar que parte dele foi cronologicamente mostrado só agora na série, como é o caso da assembléia dos homens de ferro e a morte de Balon, o Senhor da casa Greyjoy. Que aliás, é exibida na TV como um assassinato entre irmãos, mas que se mantém esse mistério durante todo o livro. Vale ressaltar que essa quarta parte é diretamente ligada ao livro seguinte, com os eventos de ambos acontecendo simultaneamente, distribuídos entre os dois volumes por uma questão de logística editorial.
Talvez essa seja a obra com o maior rodízio de personagens, fazendo jus ao subtítulo com um verdadeiro banquete para os bicos dos corvos. Ao mesmo tempo em que finalmente somos apresentados ao Dorne e novas personalidades prontinhas para serem vítimas do ímpeto assassino do autor. Conhecido por matar deliberadamente os seus próprios personagens.
As maiores diferenças entre a série de TV e o livro ficam basicamente por conta desses mesmos personagens, em que vários costumam ser economicamente copilados em um, ou uma ou outra passagem que recebe uma considerável abreviada na televisão.

Depois de encarar quase quatro mil páginas dedicadas a Westeros, seria loucura parar agora. Para quem ainda está em dúvida se começa ou não essa pesada leitura, eu costumo sugerir justamente esse período entre o fim de uma temporada e começo de outra, para iniciar ou pegar alguns dos livros. É uma excelente opção para quem deseja prolongar o prazer em visitar o universo sangrento de Guerra dos Tronos.

Para conhecer o final desta história, clique agora no banner abaixo da nossa parceira Submarino, e compre o seu exemplar. Depois volte aqui e conte a sua própria experiência com o livro em nossos comentários.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...

terça-feira, 28 de junho de 2016

7 Alterações feitas por George Lucas em Star Wars, que foram completamente justificáveis

A trilogia original de Star Wars tem sofrido algumas alterações significativas em sua estética ao longo das últimas três décadas. Muitas dessas mudanças foram inúteis, como por exemplo, incluir Greedo atirando primeiro na cena da cantina, o que fere diretamente a caracterização de um personagem badass como Han SoloEm geral, essas mudanças são consideradas terríveis pela maioria dos fãs. Afinal, mexer em algo tão icônico para a cultura pop, pode ser considerado um crime hediondo contra um patrimônio da humanidade.
Mas, avaliando essas atualizações mais a fundo, podemos ver que nem todas essas mudanças feitas por George Lucas foram assim tão ruins. E algumas delas são até que perfeitamente compreensíveis para melhorar a obra original, levá-la à um novo público, e ajudá-la a alcançar os patamares de hoje.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...

segunda-feira, 27 de junho de 2016

5 Livros para pessoas solitárias e introspectivas

Apesar do título do clássico 'Cem anos de solidão' ser considerado um dos mais solitários da literatura, muitos outros livros pavimentam a estrada perfeita para as mentes de pessoas introvertidas. Às vezes, eles podem ser a única maneira de uma pessoa reclusa se conectar com o mundo exterior.
Por que os solitários optam por ficarem sozinhos? Talvez nem mesmo eles saibam a resposta para essa pergunta. Mas para os que se identificam com essa postura, selecionamos aqui algumas obras que se saem muito bem em exaltar a solidão.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...

domingo, 26 de junho de 2016

Seu livro favorito de infância pode dizer muito sobre você hoje em dia

Como alguém que cresceu durante a década de 80, você provavelmente teve parte da sua formação composta por livros com personagens que passavam um longo tempo no telefone fixo, desvendavam crimes durante as férias escolares, e aprontavam 'altas confusões' em nossas coleções literárias favoritas. Pode não parecer, mas olhando pra trás podemos dizer que tivemos uma grande variedade de obras incríveis que sempre esquentavam as prateleiras das livrarias, deixando o nosso 'falecido' livreiro de bairro muito feliz. E mesmo quando algum livro era uma indicação imposta pela escola, sempre havia um em especial que conquistava os nossos corações. Aquele que desejamos que os nossos filhos também leiam futuramente.
Nossos livros favoritos podem dizer muito sobre a nossa personalidade. Claro que estamos em constante mudança e evolução, mas sempre existe aquelas características distintas que sempre mantemos mesmo com o avançar dos anos. O hábito da leitura já é um bom exemplo. Alguns dos seus primeiros livros, certamente, causaram um impacto importante na sua criação, e ajudaram a moldar o seu caráter.
Tomando como base os sucessos literários que acompanharam as duas últimas gerações do século passado (80 e 90), relatamos aqui como o seu livro favorito pode ter influenciado a sua personalidade na vida adulta.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...

A DarkSide vai abrir os arquivos sobrenaturais do Casal Warren, no lançamento de 'Ed & Lorraine Warren: Demonologistas'

Eles enfrentaram os mistérios mais sinistros dos últimos sessenta anos, sempre em busca da verdade. Agora é a sua vez de entrar em contato com o sobrenatural. Você tem coragem? Então leia ED & LORRAINE WARREN: Demonologistas, a biografia definitiva dos mais famosos investigadores paranormais do nosso plano astral que chega por aqui pelas mãos sangrentas da DarkSide Books.
Lançado originalmente em 1980, e até então inédito no Brasil, ED & LORRAINE WARREN: Demonologistas é, sem dúvida, o mais completo dossiê sobre os exorcistas/caçadores de fantasmas mais famosos do mundo. Virou o livro de cabeceira do diretor James Wan (Jogos Mortais, Invocação do Mal 1 e 2, Annabelle), além de servir de fonte de inspiração para Vera Farmiga, que interpreta a Sra. Warren no cinema.
SINOPSE:Não é de hoje que os fãs do terror conhecem Ed Warren e sua esposa, Lorraine. O casal foi retratado em filmes de grande sucesso, como Invocação do Mal, Annabelle e Horror em Amityville. Mas basta folhear as páginas de ED & LORRAINE WARREN: Demonologistas para constatar que, muitas vezes, a vida pode ser bem mais assustadora que o cinema. Principalmente para aqueles que não têm a pretensão de negar fenômenos que nem mesmo a ciência é capaz de explicar.
Em ED & LORRAINE WARREN: Demonologistas, Gerald Brittle desvenda alguns dos principais casos reais vividos pelos Warren. Ed e Lorraine permitiram ao autor acesso exclusivo aos seus arquivos sobrenaturais, que incluem relatos extraordinários de poltergeists, casas mal-assombradas e possessões demoníacas. O resultado é um livro rico em detalhes como nenhum outro.

Nas páginas do livro, o leitor acaba se tornando um pouco mais íntimo de Lorraine Rita e Edward Warren Miney. Duas almas gêmeas que se completavam ao dividir, entre tantas coisas, a mesma vocação: oferecer ajuda espiritual aos possuídos e atormentados.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...