quarta-feira, 22 de outubro de 2014

3 Filmes de terror para morrer antes de ver

Desde quando comecei a apresentar minhas perspectivas sobre as mais variadas obras do gênero, nunca deixei de pontuar um grande mal que assola o mesmo e o transforma, aos olhos de muitos espectadores que não são grandes seguidores como nós, num sinônimo de bobagem, devido à quantidade de péssimos trabalhos lançados anualmente, tentando descaradamente pegar carona no sucesso de um bom representante do gênero. Não demorei muito para perceber isso que, ao longo das décadas, infelizmente permanece. 
Acho que para cada boa obra lançada, umas noventa de gosto extremamente duvidoso a acompanham. Se o número baseado no meu achismo é real ou não, a verdade é que o mercado anda infestado por obras que transformam o gênero num sinônimo de imbecilidade. E qual o problema disso? Para nós, nenhum, mas para o “espectador comum”, que não tem a obrigação de saber tanto sobre um gênero a fim de não perder duas horas de sua vida, acaba escolhendo qualquer filme e, muitas vezes, acaba assistindo alguma bobagem. Já perdi a conta da quantidade de vezes que escutei “Gosto de bons filmes de terror, não essas idiotices”.

Por isso, decidi apresentar hoje três filmes péssimos, absurdos, aquele tipo de trabalho que você jamais indicaria ou assistiria, exceto pela grande curiosidade. E caso você realmente goste de um dos filmes abaixo, não se envergonhe. Divirta-se com eles e todos os outros, mas saiba que existem trabalhos mais interessantes e, um dia quem sabe, você não se dê a chance de assisti-los?
Farei isso algumas poucas vezes a partir de hoje. Afinal, por quê não?


Maldição: Reze Para Não Vê-la (La Monja)
Diretor: Luis de la Madrid
Roteiro: Manu Díez
Atores: Anita Briem, Belén Blanco,  Manu Fullola
País: Espanha, Reino Unido
Ano:2005

Um grupo de amigas estuda num colégio interno administrado por freiras, uma delas tanto quanto severa. Ao descobrir que uma das garotas está grávida, decide “purifica-la”. Dezessete anos depois, o espírito da freira (La Monja) retorna para se vingar e matar as garotas daquele grupo.
O filme segue aquele padrão “grupo de amigas têm que desvendar um segredo mortal enquanto uma a uma são mortas”. Uma história simples pode ser inesquecível, mas não é o caso em La Monja.
A cena envolvendo o avião é patética. Existe uma lógica? Até que sim, mas por que tem que ser apresentado daquela maneira? E claro, o momento revelação no final do filme. Trata-se de algo tão absurdo e ridículo que nem o The Flash seria capaz de realizar (Ok, estou exagerando um pouco. Mas assista e entenderá).
Afinal, por pior que seja o filme, obra alguma merece spoilers... Mas dá pra rir um pouco, quer dizer, bastante.
O diretor foi indicado em 2006 como melhor diretor estreante no Barcelona Film Awards.
E qual o pensamento que tirei sobre?
Desgraça de filme. Mas conheço gente que mal dormiu por causa de La Monja...

Você confere essa bomba dublada na íntegra aqui (Ignore a legenda):

Osombie (Osombie)
Diretor: John Lyde
Roteiro: Kurt Hale
Atores: Eve Mauro, Corey Sevier, Jasen Wade
País: EUA
Ano: 2012

Osama Bin Laden versão zumbi.
Fim.
Tente falar Osombie e não rir.
Fim parte 02.
Indique esse filme a alguém e espere uma resposta séria ou coerente do tipo “Ok, assistirei”.
Fim parte 03.

Realmente não existem limites para o bom senso e o que era pra ser uma explosão de gargalhadas tenta ser sério (Não sei como) e transforma-se em algo nível Z e totalmente sem graça.
O Afeganistão é invadido. Osama, vendo que seria capturado, decide injetar uma fórmula que o transforma em zumbi e assim consegue fugir, pois tem em mente causar um pandemônio com seus milhares de companheiros zumbis.
Osama Bin Laden versão zumbi + um bando de atores que saíram de um pornô light + a trama da irmã que procura pelo irmão desaparecido e maluco que tem um ideal acima de qualquer coisa no universo compõe essa bomba cinematográfica que tenta ser tudo e termina sendo nada.

Se eles tivessem assumido a tosqueira e levado o filme às últimas consequências da falta de senso, seria algo deliciosamente imperdível. Mas não, ao tentar, num dado momento, mudar o clima dando um ar sério (Se é que isso é possível. Estamos falando de Osombie...) ele se torna chato.
Porem, atenção para a cena em que Osombie surge do mar. É imperdível e maravilhosa de tão absurda.
Uma pena este filme ter sido realizado por pessoas sem senso de humor perverso. Perderam uma chance de fazer um trash inesquecível!
Agora, um momento de reflexão. Como alguém consegue dinheiro pra fazer isso????????? Realmente eu não entendo como um estúdio acha tal projeto interessante e válido para um investimento. Exceto se todo o dinheiro vier de terceiros. Mesmo assim estarão vinculando seus nomes à obra. Não dá pra entender... Por que Osombie é um filme sem classificação. Não é trash, não é B nem Z (ironia mode on, ok?)

E qual o pensamento que tirei sobre?
Poderia ser inesquecivelmente bizarro e engraçado, mas após os quinze minutos iniciais  bate um sono... Gente sem senso de humor é a pior coisa que existe e Osombie é a prova disso.

Você confere (por sua conta e risco) essa bomba na íntegra (Sem legenda): 

Inseticida (Insecticidal)
Diretor: Jeffery Lando
Roteiro: Jeff O'Brien
Atores: Meghan Heffern, Rhonda Dent, Travis Watters
País: Canadá
Ano: 2005

Uma universitária nerd, moradora de uma república e que não tem apoio nenhum de seu professor age como cientista, realizando experimentos com insetos geneticamente modificados por ela. E da maneira mais idiota possível eles são libertados. Porém são capturados e mortos, mas o que ninguém esperava era que o inseticida causaria neles uma reação muito além da esperada morte.
O filme tenta ser uma tentativa de qualquer coisa, mas nem isso consegue. Entre as cenas de nudez absurdamente forçadas, sexo sem nenhum tesão, atrizes péssimas se passando  por garotas gostosas das república e todos os demais estereótipos, o filme segue em meio às mortes protagonizadas pelas criaturas que parecem ter saído de um Super Nintendo, pois os efeitos especiais são péssimos. Mas apesar de tudo, em meio a tanta imbecilidade, algo surpreendente acontece. Mas calma, nada que eleve a obra e que provavelmente somente os fanáticos pelo gênero sacarão.
Final imbecil, garota imbecil, efeitos imbecis, tudo imbecil.
Novamente pergunto, como conseguem aprovação e dinheiro pra filmar uma coisa dessas com tantas histórias boas por aí? Será que realmente acreditam que este seria um bom filme?

E qual o pensamento que tirei sobre?
Gente...

Na íntegra e legendado:
Pode não parecer, mas escrever sobre estes três filmes foi muito doloroso. #risadasdemoniacas

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Garanta um bom desconto na compra do seu e-Reader

Agora que estamos convencidos que os livros digitais são um passo inevitável rumo a evolução da leitura, e você já aproveitou a nossa dica com os 10 melhores eBooks grátis, talvez esteja na hora de você ir em frente e comprar o seu e-Reader ou outro dispositivo móvel de sua preferência para adentrar no universo da literatura digital. Se acha que chegou a tal ponto, tenho uma outra sugestão para te dar sobre o assunto.

Sabemos que existem diversas formas diferentes de compras pela internet, algumas extremamente criativas até. Tudo isso aliado a uma série de promoções online exclusivas aos usuários da rede, torna nossas 'compras pela internet' algo fácil, prático e até mesmo mais barato. Porém, como nada é perfeito nesse mundo, encontrar o produto que você procura, com o desconto que você precisa, na loja virtual que você frequenta, é o tipo de combinação perfeita que vai te custar algumas horas preciosas navegando por sites do gênero para conseguir esse combo... Ou, você pode ir direto ao site do Cupom.orggarantir cupons de desconto nas melhores lojas virtuais da internet.
Com isso o seu e-Reader pode sair com um belo desconto no site da Ricardo Eletro por exemplo. E para os leitores assíduos aqui do blog, acho que ainda vale ressaltar que a Cupom.org tem uma parceria exclusiva com a Cia. dos Livros com descontos singulares para a sua própria compra de livros, sejam eles físicos ou virtuais! 
Vale a pena conferir as promoções do site!

domingo, 19 de outubro de 2014

Vertentes de Game of Thrones para aliviar sua espera pelo retorno da serie

Se você não aguenta mais roer as unhas de ansiedade pelo retorno da serie Game of Thrones da HBO, e já não sabe como aliviar seu vício em espadas, dragões, jogadas políticas e mortes deliberadas,... Fique tranquilo meu amigo, seus problemas acabaram. Caso já tenha debulhado todas as temporadas da série e folheado os volumosos livros escritor por George R.R. Martin, ainda existe outras vertentes da franquia que você pode aproveitar enquanto espera o regresso às terras de Westeros.
Já falamos aqui de algumas dessas linhas separadamente em outras postagens, mas agora reunimos a lista definitiva de tudo que a franquia GoT oferece para os fãs aqui no Brasil.

✔ Jogos de cartas
A Guerra dos Tronos Card Game
O Card Game 'A Guerra dos Tronos' é um jogo de cartas colecionável que funciona com uma caixa base que permite conflitos entre 4, 3 ou 2 participantes. Nesse campo de batalha os jogadores assumem o controle das 4 grandes casas mais influentes do reino (Starks, Baratheon, Lannister e Targaryen) e arquitetam todo tipo de manobras, planos, conspirações e subornos em busca da vitória. Além disso, o jogo também pode ser customizado com cartas adicionais disponíveis em packs de expansão.
O baralho de cada família ostenta diferentes forças e fraquezas baseadas em seus territórios e personagens, com uma nítida preocupação em ser completamente fiel à história ao mesmo tempo em que apresenta uma mecânica de jogo inteligente e viciante.

A Guerra dos Tronos: Intriga em Westeros
A Guerra dos Tronos: Intriga em Westeros é um jogo de cartas rápido e divertido para 2 a 6 jogadores. O jogo contém 36 cartas de personagem das quatro das Grandes Casas de Westeros. Jogadores se revezam em turnos usando um personagem de suas mãos, criando um formato de pirâmide que representa o progresso de cada uma das Grandes Casas em direção ao Trono de Ferro. O objetivo do jogo é que cada jogador use o maior número de cartas possível de sua mão durante cada rodada.
A cada rodada, você persegue seus próprios objetivos e busca eliminar seus oponentes, utilizando-se dos personagens dos contos de George R.R. Martin: As Crônicas de Gelo e Fogo. A cada turno, você joga uma carta de personagem de sua mão, adicionando-a à corte. Você pode avançar com seus planos de dominação utilizando os personagens na hora certa, mas as regras do governo dizem exatamente quando cada um deles pode ou não entrar em cena.

✔ Jogos de tabuleiro
A Guerra dos Tronos: Board Game
Quando se trata de adaptar uma série de livros ou filmes para uma mídia que dependa de gamedesign – seja ela um RPG, um jogo eletrônico ou um tabuleiro – acredito que o mais importante é passar para o usuário final a sensação de fazer parte daquele universo. As escolhas e as mecânicas precisam emular satisfatoriamente o cenário em questão. E nesse quesito, Guerra dos Tronos Boardgame cumpre o seu papel!
O objetivo é conquistar 7 castelos importantes do mundo de Westeros, em até 10 rodadas. O jogo começa logo após a morte de Robert, então temos todas as fasmílias brigando pelo poder. Cada casa começa com sua Fortaleza original, e os jogadores vão alternando turnos e fases, gerindo seus suprimentos, dando ordens e movimentando seus exércitos para ocupar castelos vazios ou atacar guarnições e até mesmo entrar em conflito direto com os outros jogadores!

✔ RPG
A Guerra dos Tronos RPG
Trazendo um sistema de regras desenvolvido para simular o clima dos romances e do seriado, Guerra dos Tronos RPG cobre de duelos entre cavaleiros a política na corte, de batalhas de exércitos a disputas entre casas nobres, com mecânicas ágeis e fáceis de aprender.
Com este livro, você poderá criar suas próprias histórias de aventura, guerra e intriga no mundo de Westeros.
O inverno está chegando e a disputa pelo Trono de Ferro começa agora. Pegue sua espada, desenrole seu estandarte e cavalgue rumo à glória!

✔ Quadrinhos
A Guerra dos Tronos Graphic Novel
O romancista Daniel Abraham e o ilustrador Tommy Patterson apresentam a fantasia épica de George R.R. Martin na adaptação oficial para graphic novel. Pra quem não sabe, o primeiro volume da graphic novel lançada no Brasil reúne os seis primeiros volumes que foram lançados mensalmente nos EUA, sendo que cada um deles tem, em média, 30 páginas.
Começamos com um prefácio genial do R. R. Martin que fala da relação dele com as histórias em quadrinhos – desde a infância, quando ele começou a gostar de ler ficção – e nos apresenta o time de responsáveis pelo projeto: Anne Groell (editora), Daniel Abraham (responsável pelo roteiro que já trabalhou em outras adaptações do Martin como Fevre Dream), Tommy Patterson (desenhista), Ivan Nunes (cores) e Marshall Dillon (letreiramento). Inclusive, alguns deles parecer ser mesmo fãs do trabalho do George,  que até mesmo aproveita o texto para traçar um paralelo entre a obra original e suas adaptações tanto para a TV quanto para os quadrinhos, ressaltando as dificuldades encontradas para transmitir aos respectivos públicos toda a complexidade das Crônicas de Gelo e Fogo em cada um desses formatos.

✔ Games
Jon Snow: Além da Muralha
Jogo desenvolvido pelo jornalista brasileiro Guilherme Peace no RPG Maker VX, “Jon Snow: Além da Muralha” e está disponibilizado para download grátis e em português.
Ao longo da campanha vamos encontrando personagens conhecidos da série e dos livros como Craster, Stannis, Mance Rayder e Ygritte. Também é possível controlar o Samwell Tarly, melhor amigo do Snow, em determinados momentos da aventura.
Vale lembrar que, apesar de ser um ótimo passatempo, o enredo do game contém alguns spoilers para aqueles que ainda não leram os livros e que só funciona mediante a instalação do programa RPG maker.

Game of Thrones em 8 Bits
Game of Thrones The 8 Bit Game é um jogo freeware de 8 bits clássico inspirado no mundo de Game of Thrones, criado por Abel Alves, um desenhista espanhol. 
O jogo permite que se escolha entre quatro personagens diferentes, cada um com diferentes ataques e habilidades, através de quatro níveis com diferentes inimigos e desafios, baseado em diferentes partes da saga. O jogo foi criado usando o software Arcade Game Studio.

✔ Aplicativo para iOS e Android
Game of Thrones: Ascent
O principal atrativo em jogar Game of Thrones: Ascent é a possibilidade de não ser um mero acompanhante da história principal da série, mas também no desenvolvimento de sua própria história. Desde o momento da criação do personagem, passando pelas primeiras missões – onde você conquista seu título de nobreza e suas terras – até o desenvolvimento do seu feudo, encontrando no caminho tanto aliados quanto inimigos, apesar de nunca se poder ter certeza de quem é realmente amigo. 
A história é contada através de tarefas, muito comuns em jogos de Facebook como Village Life, e as mesmas se dão através de diálogos, e em cada trecho é possível escolher de duas a quatro respostas que irão definir o seu alinhamento dentro do jogo. Faça o download em seu tablet ou Ipad.

Bônus
Para finalizar esta postagem escolhemos essa interessante animação em 2D publicada no Vimeo que relembra aos principais acontecimentos das primeiras quatro temporadas de Game of Thrones, e também serve como um excelente resumo para aguardar a chegada da 5° temporada em 2015.


Veja Também:

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Conheça o catálogo da Global Editora, a nova parceira do DpM

Atenção 'malditos' leitores! A nossa lista de editoras parceiras acaba de ganhar o reforço da Global Editora e seu brilhante acervo composto por muitos dos melhores escritores nacionais. A partir de agora vocês poderão encontrar os livros do catálogo da editora resenhados aqui no blog, além de participar de futuros sorteios e promoções desses exemplares.
Conhecendo a Global Editora...
Ao longo de seus 41 anos de existência, a Global Editora diversificou sua atuação no mercado editorial e criou três respeitados selos, com publicações destinadas ao mais variado público leitor. Hoje, o Grupo Editorial Global, uma empresa compromissada com a cultura, agrega a Global Editora, com obras dos mais renomados autores nacionais; a Gaudí Editorial, voltada às crianças em seus primeiros anos de vida, e a Editora Gaia, que alimenta o leitor no sentido de viver em perfeita harmonia com ele mesmo e com o universo. Além disso, em 2014, o Grupo também adquiriu a Nova Aguilar, que contará com um forte catálogo de obras completas dos mais célebres autores nacionais e internacionais.
A Global Editora, com muito orgulho, reúne em seu catálogo nomes como os de Cecília Meireles, Manuel Bandeira, Orígenes Lessa, Cora Coralina, Marina Colasanti, Ana Maria Machado, Bartolomeu Campos Queirós, Câmara Cascudo, Darcy Ribeiro, Gilberto Freyre, Ignácio de Loyola Brandão, Marcos Rey, Mario Quintana, João Carlos Marinho, Mary e Eliardo França, Sérgio Vaz, entre outros, contemplando o público adulto, juvenil e infantil.

Para firmamos essa parceria de vez, pedimos aos nosso leitores que curtam a página da Global Editora no Facebook, e quem quiser já ir se preparando para a overdose de qualidade literária que vem por aí, pode clicar aqui e dar uma conferida no grande acervo da editora.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Cidades modernas em mapas de fantasia

Um best-seller de fantasia carece basicamente de três coisas: um elenco de personagens tão complexo que necessite de um apêndice para o leitor poder lembrar quem são todos, páginas o suficiente para que o leitor precise de uma pequena mula de carga para transportar, e, o mais importante, um mapa detalhado. 
Inspirado nisso, um professor de geografia assistente da Slippery Rock University da Pensilvânia teve a brilhante ideia de criar mapas de cidades reais inspirados por aqueles desenhados por Christopher Tolkien (filho de JRR Tolkien) para ilustrar a Terra Média de O Senhor dos Anéis.
Os mapas são desenhados à mão e retratam cidades americanas como Boston, Washington e outras, com enorme precisão. O resultado são paisagens conhecidas com um certo charme e toque fantástico de Tolkien.

E não precisa ficar chateado se a sua cidade está fora dessa cartografia de fantasia, por pouco mais de 30 dolletas o professor Danielson aceita encomendas e pode desenhar o mapa, de 8,5 por 11 polegadas, de um lugar especial para você. Clique aqui e acesse sua loja virtual para mais informações.