sexta-feira, 14 de março de 2008

Tudo envolta da dor.

Tudo na vida envolve de certa maneira,...dor, quando não a infligimos somos nós a vítima dela, parece um dispositivo divino que nos alerta sobre nossos limites. A dor é o limite? Então o que dizer dos masoquistas? Será que eles são ilimitados?
Já chegamos ao mundo causando a “Dor no parto”, justo em nossas mães, tadinhas , a pessoa que geralmente teremos mais apreço durante toda a vida. A “Dor de amor” é aquela dorzinha enjoada que sentimos quando amamos e não somos correspondidos, sempre rola,...vai acontecer contigo também, o que nos leva a outra dor muito conhecida, a “Dor de cotovelo”, que até hoje não sei porque se chama assim. Tem a “Dor da partida” que deixa saudades, que dói na hora e muitas vezes dói também mais tarde.
Isso sem contar as enormes dores físicas que vamos conhecendo ao longo da vida, “Dor de cabeça” (Que as mulheres adotaram como desculpa para evitar o sexo!), “Dor de Dente” (Na minha opinião, uma das piores),...não é atôa que quando somos crianças e nos machucamos os nossos pais chamam a ferida de Dói-Dói,...porque a dor dói,dói, dói,....Não pede licença, simplesmente entra e se instala, as vezes a ponto de nos deixar loucos, ensandecidos com aquele latejar constante. Tudo envolta da dor. Nem sempre acontece com a gente e mesmo assim dói,...é quando por exemplo alguém que nós gostamos muitos se ferra e dizemos “Isso dói em mim!”...
A dor é algo que não podemos compartilhar com ninguém, a frase “Eu sei o que você está sentindo.”, é totalmente inviável, não tem como saber o quanto ou aonde dói em outra pessoa, cada dor é diferente, é ímpar na sua maneira de ser, da intensidade a localidade, seja física, moral ou psicológica, é pessoal e intransferível.
A maioria das pessoas preferem morrer DORmindo para não sentirem DOR,...entenderam? Perceberam o trocadilho? Mesmo DORmindo, a dor vai estar presente. A dor não mata, paralisa, adormece, atordoa,...mas não mata, embora muitas vezes a dor seja tanta, que acabamos por preferir a própria morte do que a continuar sentindo ela.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
3 Comentários

3 comentários :

  1. Lembrei da música Hurt, do Johnny Cash..

    "I hurt myself today
    To see if I still feel
    I focus on the pain
    The only thing that's real.."

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Realmente, meu caro, a dor é ímpar!
    Somente o dono da dor sabe!
    Mas vc esqueceu um ponto fundamental no lance da dor...
    As vezes dói tanto e tantas vezes q a gente acaba se acostumando com ela, não a esquecemos, ela continua ali, de vez em quando ela dá um sinalzinho mais forte só pra dzr q continua ali.
    A dor faz parte de nossa vida, como o ar...não existe um ser, sequer, no mundo q não sinta dor nem nunca tenha sentido!
    Acho q, na realidade, nascemos e vivemos pra sentir as malditas dores!
    valews
    vc escreveu exatamente akilo q eu tava sentindo!
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Pois então, Honestly, agora o texto está completo com o seu adendo,...obrigado

    ResponderExcluir