quinta-feira, 1 de abril de 2010

muito ódio nessa hora

Eu odeio você!
Odeio ter que ver você dizer coisas que eu não quero saber.
Odeio a maneira como você controla o meu dia,
me dizendo a hora de partir.

Não suporto seu círculo vicioso
Seu barulho simétrico me fazendo contar espaços
A maneira como controla o que faço,
do meu horário.

Ditando minha velocidade,
me avisando que está tarde.

O som dos seus passos me dá agonia.
conforme a hora se aproxima

Escondo todas as suas caras espalhadas pela casa.
Só para não ter que te encarar.
Eu quero me perder,
você insiste em me encontrar.
Não quero ser mais um dos seus escravos
controlado pela sua cadencia
chicoteado pelos seus números
algemado em seus segundos.

Mas contra você
Eu só posso adiar o meu odiar.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
11 Comentários

11 comentários :

  1. Muito linda sua poesia/música...
    Deverias postar mais dessas...




    Bejãoooo ;*

    ResponderExcluir
  2. "...Mas contra você
    Eu só posso adiar o meu odiar..."

    Mesmo vc não curtindo muito esse é um dos melhores jeitos de vc escrever.

    Bjok!

    ResponderExcluir
  3. E pensar que são a esses ponteiros que confiamos grande parte de nossas vidas...
    Eu considero escravidão, já outros, chamam de disciplina.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, moço..

    Gostei também disso.

    ResponderExcluir
  5. falou tudo!!! pq será q odiamos tanto o q gostamos?

    bjosss...

    ResponderExcluir
  6. Ás vezes fazemos as coisas que nos prejudicam para estar com aquelas pessoas que amamos, que na verdade nos fazem sofrer!!

    É sempre assim! =/

    ResponderExcluir
  7. Obrigado pelo comentário no DpM Yasmin,... mas acho que você não pegou o espírito da coisa....

    ResponderExcluir
  8. O ódio é o avesso de algo... rsrs

    Tantas vezes precisamos daquilo que nos controla.... Será possível viver sem controle algum?

    Bom mesmo é "controlar aquilo que me controla" (Skinner).... Adiar o odiar deve ser isso... controlar o que te controla...

    gostei... mas vi com os meus olhos... rsrs

    bjoca

    ResponderExcluir
  9. Hmm... fala do tempoo!!

    Desculpe a não compreensão! Faz tempo que não entro em blogs - e agora tenho uns 500 pra entrar- acabei lendo rápido demais!!

    =*

    ResponderExcluir
  10. Acho que é o primeiro poema a um relógio que leio na minha vida, e acho que nunca me senti tão representada!

    Pense em um, também, sobre grades horárias... huahauahau

    (vamos nos rebelar! \o/)

    ResponderExcluir
  11. Sempre o tempo a nos querer aprisionar... Então qual o porquê de se isentar do odiá-lo? (tecla sap: divagações minhas!)

    Você manda muito bem neste tipo de texto. Não sei se tu curte, mas é algo que tu podes investir.

    ResponderExcluir