quarta-feira, 18 de agosto de 2010

A difícil arte de terminar

Já dizia algum parachoque de caminhão desse estradão da vida “ Passar a mulher pra trás é fácil, difícil é passar pra frente!” e é baseado nisso que me pergunto o porque da existência de tantos livros, blogs, artigos, mandingas, simpatias, revistas, series, estudos, etc ... sobre como conquistar alguém. Volta e meia a mídia me bombardeia com frases do tipo: “Dicas para uma conquista amorosa!”, ou “ como encontrar a sua alma gêmea!”, as vezes um “Descubra se ele é certo para você”, e claro, o clássico “Trago a pessoa amada em 7 dias!”.
Eu compreendo que algumas pessoas possuem mais desenvoltura que outras na arte do flerte, mas tudo tem seu tempo. Procurar por dicas e macumbas para acelerar o processo em encontrar sua cara metade, só desperdiça um tempo que poderia estar sendo utilizado para se socializar e realmente encontrar alguém que o valha.

Eu nunca tive problemas em me relacionar com mulheres, no entanto sempre tive problemas sérios ao tentar me livrar delas. Acredite, o término de um namoro é algo que exige muito mais perícia e jogo de cintura da sua parte do que seu início. Portanto é bom se preocupar em se informar mais sobre a arte de terminar do que a de conquistar. Tentar um flerte é apenas uma breve investida em um negócio (aparentemente) cheio de benefícios, já o resultado final desse processo costuma ser longo, nojento, doloroso e de acordo com as notícias do dia a dia, as vezes até fatal. Se você acha que precisa mesmo alimentar sua mente com tanta dicas e maneiras de conquistas, prepare seu coração para as fortes emoções que se reserva para o fim de uma relação.
Alguns dos meus relacionamentos foram finalizados de formas traumáticas. Enfrentei namoradas psicóticas, amantes de rapina, além de ficantes stalkers de “butuca” em cada esquina,...É, parece que eu atraio mesmo esse tipo de mulher. Confesso que ainda acordo no meio da noite por conta de pesadelos gerados pelos traumas, conferindo a integridade (já muito ameaçada) da minha genitália.

Pensando nisso ,decidi ser pioneiro (já que não encontrei nada parecido no Google) em divulgar a magnífica Arte de Terminar (baseado em experiências malditas).
Após tomar a difícil decisão de colocar um ponto final em seu relacionamento, será necessário que prepare o ambiente para dar a "triste" notícia, faça isso em público e em terreno neutro, shoppings geralmente me servem muito bem, mas caso resolvam sentar para comer, fale logo antes da comida chegar, assim você diminui o número de possíveis objetos que possam ser arremessados contra você.
Depois de informar o fim, é bom que se tenha um plano de fuga, eu costumo pedir a um amigo para me esperar com o carro em frente ao Shopping, de motor ligado.
Por último, torne-se inacessível, evite freqüentar os mesmos ambientes, bloqueie as formas de contato, não atenda o celular, e caso algum amigo em comum tente um diálogo sobre o caso, não caia nessa, é uma armadilha, diga que não sabe do que ele está falando, e inclua esse traidor no boicote.

Talvez dentro de dois ou três anos vocês possam voltar a se falar como amigos, mas antes de permitir esse novo contato, sempre vale a pena dar uma conferida no histórico da pessoa durante esse período longe, você pode se surpreender ao descobrir do que você se livrou.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
11 Comentários

11 comentários :

  1. ahahahaha me abstenmho de comentários sobre o assunto, porém o post ficou ótimo! Xeru nego!

    ResponderExcluir
  2. Mas a culpa é da praga do Santo: você se torna ETERNAMENTE responsável por aquele que cativa! (Saint-Exupery)

    ResponderExcluir
  3. rsrsrs... Nossa, vc não teve muita sorte nas suas ecolhas... hahahah ja terminaram comigo, e foi bem relax... mesmo pq eu prefiro decepar um dedo a ficar atrás de algué. As mulheres precisam mesmo aprender a se valorizar né... pior que acabam fazendo a espécie ser generalizada... mas eu vou morrer gritanto... NÓS NÃO SOMOS TODAS ASSIM!!! rsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Muito boa a frase do para-choque de caminhão. ë perfeita, pior é quem nunca , na vida toda, para o resto eterno, nao consegue desenvolver arte de passar adiante. E nao exite mandinga, o que existe e a pessoa alvo da conquista, gostar ou nao, simples assim.
    abs Maldito

    ResponderExcluir
  5. HAUHAUHUAHUA to assinando em baixo!

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk amei!Ótima estratégia de fuga rsrsrs Sériooooo lindo, vc se superou to mostrando pra Carol, ela disse q vc tem de fundar uma igreja hehehehehe EXCELENTE! bjokas!!

    ResponderExcluir
  7. PUTZ! Verdade!

    Entrar é moleza. O problema é vazar com o prédio em chamas hahaha

    Boa Maldito! rs abraço!

    Solteiro

    ResponderExcluir
  8. kkk'
    Terminar é sempre pior que começar mesmo...
    Ainda mais se a pessoa é doida ;)





    ;*

    ResponderExcluir
  9. É meu bem.... de todos os males, é o parceiro(a) ser maluco(a). Porque começar pode ser estressante, terminar pode ser complicadasso, mas quando isso acontece com o lado de lá com parafuso a menos a coisa fica bem pior.

    E a melhor receita para efetivar o término é sair das vistas do ex. Serve tanto pra moças quanto pra rapazes. O término pode parecer uma grande perda a princípio, mas em quase todos os casos, se ganha muito mais que perde.

    Beijoca Mal... ;)

    ResponderExcluir
  10. Tenho um Blog que fala a respeito de relacionamentos em geral, e você tem razão. Cada um reage de um modo, eu já sofri muito, já me vinguei, já fiz ex namorado perder emprego, já descobri estar namorando homem casado e armei flagrante pra mulher e filhos assistirem, sou meio cruel... Mas aprendi que nós mulheres devemos nos valorizar, se o cara não quer e dispensa, chegou a hora de dar pra aquele amigo dele que você respeitava até então, ou de curtir coisas que você não fazia porque o namorado não aceitava tua postura. A vida é de uma grandeza fantástica e não dura muito tempo para ser desperdiçada com relacionamentos desgastantes e com gente que não gosta de estar conosco. Esquecer não é fácil, se sujeitar ao fim não é legal, mas é fundamental pra auto-estima e pra busca de novos horizontes e sensações. Por experiência própria eu afirmo: não vale a pena se rebaixar e correr atrás de ninguém,a pessoa só estará ao seu lado se ela quiser!

    ResponderExcluir