segunda-feira, 23 de agosto de 2010

PARA TODOS

Se você for carioca é pilantra, se for baiano é preguiçoso, se for paulista é otário, se for gaúcho é gay, se for manauara é índio, se for mineiro é desconfiado, se for goiano é corno e se for acriano você não existe, é assim que na maioria das vezes o brasileiro generaliza e classifica os oriundos de alguns estados ou cidades do país. Uma piada antiga que é passada de pai pra filho dentro da família, e que hoje em dia já está incrustado na nossa cultura e se fundiu com a estrutura molecular dos nossos lugares de origem. Eu mesmo me ofereço como exemplo nesse caso, mesmo sendo carioca confesso que fico super preocupado quando se aglomera mais do que 3 de nós no mesmo ambiente temendo o início de um arrastão.

Não tem graça nenhuma ver que o país da piada pronta se leva tão a sério, eu já vivi conflitos tensos devido a clássica rixa carioca X paulista. Ambos os lados diferindo o melhor do seu arsenal de frases irônicas sobre as características de cada estado, até que se esgote toda a artilharia e sobre apenas o único método que duas pessoas civilizadas podem usar para resolver esse tipo de peleja,... a porrada!
Outras antíteses menos conhecidas do Brasil são: gaúcho x paranaense, acriano x rondoniense, amazonense x paraense, mas não importa quem ofenda seu estado ou sua origem, você estará lá para defende-lo, mesmo que não tenha nenhum argumento sólido,...vai por mim, dizer que seu estado criou o axé, é terra do açaí, da farinha, do queijo, da carne ou whatever, não é mérito nenhum e muito menos um argumento válido. Não se pode fazer uma piada interna nesse país que esse povo varonil começa a ter ‘repico’ de patriotismo pré-copa, se sentindo ofendido no seu ímpeto e levando tudo para o lado pessoal.
Sei que não importa o que eu diga, isso nunca vai mudar, essas bicuinhas não se resumem apenas entre estados, além disso, nós ainda nos subdividimos em times de futebol, religiões, partidos políticos e muitas outras coisas. Existem rixas entre bairros e cidades do interior mais épicas do que as estaduais, não adianta,... a humanidade sempre arranjará um pretexto para se auto-odiar. Na verdade, eu acho isso tudo ótimo, se não houvesse conflito, provavelmente não haveria mau dito, e conseqüentemente não existiria Maldito.
Eu não resisto e ainda me arrisco (como diria meu pai) falando por aí que praia de paulista é o rio Tietê, que o Espirito Santo só serve pra aumentar a distância entre o Rio e a Bahia, que se Cuiabá fosse bom não começava com c*, que em Goiânia quando o cara é traído pela mulher se junta com outro e faz uma dupla sertaneja, que cearense tem cabeça chata,e que os cariocas são um povo tão simpático, mas tão simpático, que não gostam de ver nenhum visitante da sua cidade carregando peso, por isso carregamos pra vocês suas bolsas, celulares, carteiras, jóias e pertences pessoais, PERDEU PLAYBOY!!! Quero nem saber, já contei piada de português em Lisboa.

O fato é que o Brasil se completa dentro de todas as suas diferenças, porque independente de onde você tenha nascido e a sua cultura regional, tenho certeza que você possui um fator comum determinante que te classifica como fruto dessa pátria,... o “Jeitinho Brasileiro”, que já nos caracteriza em qualquer lugar do mundo. Então use essa nossa sabedoria popular com maestria ao se defrontar com uma piada, crítica, ou observação sobre sua terra natal, e não perca o rebolado dando ataques de bairrismo, como um bom brasileiro você já devia ter aprendido a muito tempo a nossa magnífica arte de rir da própria desgraça.

Obs: Ao ceder a tentação de comentar nesse post, por favor não me venha com hipocrisia, você pode ter fechado a cara quando falei do seu estado, mas com certeza abriu um grande sorriso ao me ler falando dos outros estados.

Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
12 Comentários

12 comentários :

  1. Gosto do seu modo de criticar sem ponto de auto-defesa. Somos mesmo farinha do mesmo saco, filhos da mesma puta,enfim, estamos no país das diferenças e fazemos essa diferença.
    Os seus posts são a maldita verdade, e a verdade é a mais fina e exata expressão da dor.
    beijos
    @danifpgheler

    ResponderExcluir
  2. concordo com vc!!! essas piadas sempre levamos a sério demais... Mas eu não sabia q era otária, eu achava q não tinha sotaque e que só eu trabalho nesse maldito país (sou paulista caso não me reconheceram)

    ResponderExcluir
  3. Não posso dizer que não ri ao lê-lo falar dos outros estados ou não concordei ao lê-lo falando do Rio De Janeiro.
    É bom ver que mesmo sendo seguidora de seu blog a quase um ano e tendo o meu a quase o mesmo tempo seu modo de expressar o que pensa continua sempre me surpreendendo, fazendo rir e refletir ^.^





    ;*

    ResponderExcluir
  4. EURI... e sim, é uma grande bobagem isso, afinal estado é demarcação territorial para facilitar governo...

    mas aí, adoro piada de paulista (meus amigos paulistas que me perdoem)

    ResponderExcluir
  5. Hoje aconteceu algo bem chato comigo e ler que MINEIRO é DESCONFIADO me deu um aliviooooooooo tomara que o ser que tá magoado comigo só pq eu levantei sua ficha entenda que tudo não passa de uma tradição enraizada :P

    ResponderExcluir
  6. Ahahaha...que legal, ninguém fala nada do MS hehehe!

    ResponderExcluir
  7. Concordo com quase tudo e comento sua piada de português em Portugal:
    Um amigo entrou no Vaticano cantando "Highway to Hell".

    Abrasss, como sempre excelente post!

    ResponderExcluir
  8. por isso q o bom é morar fora rsrs
    bjinhus

    ResponderExcluir
  9. Acho que é esse tipo de merda que nos mantem vivos. as vertentes que norteias as diferenças existem e é burrice acreditar que pode ser diferente. As picuinhas e rixas entre estados, times, culturas, comportamento e o diabo a quatro é inerente ao bicho- gente que somos. Tolero tudo. E bem no meu classico bom humor de gente que caga em cima dos humildes e oprimidos que levantam a banderinha dos ofendidos. Nojo de gente. A desgraça tá ai. Efilha da putice nossa é ignorar e não ri de tudo.

    beijos, Chinaski!

    ResponderExcluir
  10. hahaha

    Eu sou mineira e sempre levo tudo na esportiva, pra q esquentar a cabeça com tão pouco??

    ResponderExcluir
  11. Vou lhe corrigir em uma composiçao de rixas: é gaucho x catarina, eles dizem que porque nossas praias nao sao lindas, invadimos o territorio deles no verao, e porque todos vamos para la no verao e inverno tambem, porque gaucho adora praia no inverno, falamos que catarina é burro, que chama lagartixa de jacarezinho de parede. Isso é a tradiçáo, eu ,particularmente tenho amigos de Santa e adoro, acho lindo, inclusive o interior.

    Assim como na semana passada na decisão da Libertadores. Meus amigos colorados , cantando flauta , obvio, nao acrditaram que eu, gremista, iria torcer pelo Inter...obvio que torci, e me emocionei, moro perto do Gigante da Beira Rio, toda minha família é colorada, incluive meu filho, e acho que todo qe luta e se esforça merece ser reconhecido. Amigos gremistas disseram que eu os estava decepcionando, eu disse que mais importante que o futebol é o talento do grupo..bem, nem todos acreditaram, mas e so perguntar para minha mae...torci ate o final e me emocionei com a torcida que ouvia aqui da minha casa, que deve ficar ha uns 2 km.

    ë isso, falta coerencia...é bem bobo ficar rotulando pessoas, grupos, torcidas, bairros, cidades estados e paises por algo...o real a que cada um é um.

    abs...muito legal sua obs

    ResponderExcluir
  12. Tá cada dia melhor, hein Mal.


    Beijocas.

    ResponderExcluir