sábado, 18 de setembro de 2010

Quem é você na fila do sopão de letrinhas?!

sábado, 18 de setembro de 2010
Não consigo crer com tanta veemência na tecnologia, por isso prefiro acreditar que a internet funciona com alguma espécie de mágica, um instrumento encantado que pode realizar praticamente todos os seus desejos. A internet foi capaz de dar coragem a covardes, tornou nerds seres sexys, acelerou o crescimento dos adolescentes, gerou celebridades, libertou a puta contida em algumas meninas, transformou virgens em especialistas do sexo, deu poderes a perdedores e até voz a mudos,... uma lista enorme de clientes satisfeitos difícil de ser batida por qualquer entidade divina da nossa cultura.
Atrás de um avatar transado e de um nick maneiro você pode se transformar em tudo aquilo que sua mãe nem pode imaginar que você é. Não é? Pois é! São os polêmicos fakes, que receberam um baita reforço após o twitter, não é raro o caso de pessoas que passam mais tempo do dia levando sua vida fake do que sua vida real, alguns chegam até a pirar ao não conseguirem administrar as duas personalidades.
Particularmente, tive uma ex-namorada que atentava a minha cabeça com um ciúme doentio desse blog, e um grande agravante mencionado exaustivamente durante nossas calorosas discussões era a veracidade do Maldito (no caso, eu!). Confesso que quando criei o DpM eu não coloquei esse fator em questão e talvez jamais colocasse se não fosse essa minha ex (que na verdade era fake). Mas quem me conhece confia e sabe que tenho uma história de luta pelo direito de continuar vagabundo, sou presidente da APAM (faça sua doação) e o autor do projeto “Eu quero mais é adiantar o meu lado” que tem sido um sucesso.

Tenho que dizer que nutro uma certa ojeriza pelos fakes twitteros,... nada contra, eu até sigo uns fakes bem interessantes, mas me irrita um pouco quando eles confundem os personagens e querem que suas opiniões tenham o mesmo peso de quem coloca a cara a tapa na moldura.  Em dias de bom humor eu já infernizei tanto a vida de fakes com essa colocação que alguns chegaram até a encerrar suas contas por não suportarem a pressão. Sim, sou um serial killer de fakes confesso!

Você já descobriu onde se encaixa nisso tudo? Já teve seus desejos realizados pela Deusa Internet? Ganhou seus super poderes e agora está pronto para usá-los para defender seus próprios interesses? Vestir seu avatar bacana e sair por aí dando ctrl+v em frases de efeito polêmicas que jamais ousaria repetir em voz alta, fingir ser quem você não é. Não é? Pois é.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
26 Comentários

26 comentários :

  1. O anonimato na rede faz com que muitos se tornem o que querem ser na vida real e não o são por pura covardia.
    Penso que sou uma mera expectadora desta sopa de letrinhas virtuais, até porque os sonhos que cultivo são bem reais.
    Enfim.
    =)

    ResponderExcluir
  2. Eu não curto fakes, inclusive ja consegui desmascarar alguns, e foi muito bom... hahahaha uma sensação de exterminadora de fakes...kkkk Mas é isso ai, a net pode ser o céu ou o inferno, cada um escolhe um caminho nela!

    ResponderExcluir
  3. A possibilidade de não ter que se identificar faz com que algumas pessoas consigam a coragem que cara a cara não teriam.
    Particularmente não curto fakes ou outros do tipo, pois creio que se você quer dizer alguma coisa diga por si mesmo sem um nome falso ou outra coisa do tipo pois se você depende de um fake para ser você mesmo tem um sério problema...




    ;*

    ResponderExcluir
  4. Eu travo batalhas corrosivas com esse lance de anonimato, principalmente em blogs. Não libero comentário de anônimos ainda que sejam elogios. Acho vulgar e sem propósitos. Quanto aos fakes, eu até me divirto com eles. Eu tenho tido muito mais problemas com fakes reais do que com os fakes virtuais. E quanto á essa questão das pessoas confundirem o personargem com a persona, só me leva a crer que ela não entende nada nem do personargem e muito menos da persona. O que é uma pena. Ou não. O que quero dizer é que sou quase inatingível á esses seres, ou seja: a relação não vinga. Acho que sou má e faço meu existencialismo explodir na cara de gente assim.

    1 beijo.

    Ps: Baby, se depender de mim, vc vira epigrafe de todos os meus textos. As sacadas são geniais. Um rasgo adocicado de ironia, bom humor e verdade. Como deve ser.

    ResponderExcluir
  5. Fakes e personalidades não são meus favoritos...
    Mas terrível mesmo são os fakes que postam frases prontas e repetidas o tempo todo... bem, porque é mais facil copiar e colar...
    E o nº de followers sobe à cabeça e aí eles se acham na obrigação de postar coisas boas e engraçadas o tempo todo... nem todos conseguem...
    sei lá, é uma questão de tempo pro twitter perder toda a originalidade que ainda resta.
    Onde eu me encaixo? Vou pensar sobre isso, rs kiss

    ResponderExcluir
  6. Acho que ao mesmo tempo que a internet ajuda ela atrapalha, muitas pessoas deixam de viver a vida delas lá fora por causa q ficam presas a internet.
    Tambem nao sou mt fan de fakes .-.

    bjus =*

    ResponderExcluir
  7. Muito bom e engraçado,realmente muita gente faz isso,eu conheço esse tipo de pessoa.

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Passando pra retribuir a visita, e dizer que gostei muito daqui =)
    Sobre o post, concordo com seus argumentos.
    Ainda me restam dúvidas se a internet aproxima ou afasta as pessoas. Os dois, na verdade. Cada um a seu modo.
    Também faço parte do grupo que não curte fakes. Acho covardia, visto que a pessoa não tem coragem de se expor tal qual é. Cria-se uma "realidade inventada", por assim dizer.
    E como tem gente por aí que usa a rede para dizer/fazer certas coisas que não consegue realizar na vida real...
    Se isso é modernidade, prefiro não evoluir tanto assim, haha.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. blog nota dez !!!!!!!!!!!
    Criaram um novo projeto e te convido para dar uma visitada. Com uma quantidade de seguidores, começaram as edições, que tal participar ? *-*
    http://pallavrasimaginarias.blogspot.com/

    Beiijos e parabéns

    ResponderExcluir
  10. nossa, que blog bonito! adorei!
    bom, meu interesse por Frida é de uns 2 anos p\ cá... Há mto oq descobrir ainda.. Obg pela visita, ja sigo o teu blog, aq vc me encontra mais facil: http://meuprojetopiloto.blogspot.com/
    abraços!

    ResponderExcluir
  11. Seu post é interessante.
    Um caso para se pensar. Refletir.
    Mudança do mundo. Deve ser estranho administrar dois mundos. Para mim é um só.
    Não uso fakes.
    Apesar de ter conta no twitter ainda não tive muita vontade de usar.
    Beijão

    ResponderExcluir
  12. A internet é uma delícia. Mas tbém é um perigo. Uma vez conheci um moço e começamos conversar, ele era lindo, loiro e como eu nunca fui muito antenada com futebol, nem me liguei... um dia meu irmão vendo uma conversa me disse: Nanda, esse é o David Beckam! Demos muita risada e serviu de lição...
    E nada contra a gente se divertir com os fakes,só naõ vale querer trazer-los pra dentro do nosso dia a dia.

    Gostei daqui! te achei no blog da Tâmara, em um lindo texto!

    um beijo!

    ResponderExcluir
  13. Gostei do seu blog
    tanto que já estou te seguindo
    :)
    Adorei o texto e concordo com tudo q vc escreveu...
    a internet é mágica e apesar de alguns pontos negativos eu acho que os positivos compensam
    Boa semana pra vc
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Acho difícil levar a minha vida imagina administrar duas? Sera muito confuso pra mim, confesso. Concordo que muios fake são bem interessantes, mas tem muitos que forçam e fica insuportável "seguir". Eu conheço uma pessoa que faz quase a mesma coisa mas na vida real mesmo. Cria uma vidinha, inventando situações que ela queria que tivessem existido pra dar emoção a vida sem graça que leva.
    Saber usar ao seu favor e com consciência.
    Obrigada pela visita! ( :
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  15. First of all adorei o Stalone ali em cima magrinho (é ele mesmo né?) rs.
    Adorei o texto e tem muito disso mesmo.
    E a respeito de fakes, se a pessoa quer ficar no anonimato e usa outro nome, beleza..ela esta sendo ela mas não esta mostrando a cara. Agora quando a pessoa não é o que ela mostra...eu odeio, odeio MUITO! Acho ridículo. Vc acredita que tem um cara casado que usa um fake pra me cantar e ele pensa que eu não sei que o fake é fake e que na verdade é ele, entendeu? rs.
    Aparece lá com mais tempo então, to te esperando.
    Beijos
    =)

    ResponderExcluir
  16. Eu acho que esses fakes alguma hora se complicam porque é dificil não se aproveitar do peso que seus personagens escolhidos implicam - uma hora ou outra vão acabar misturando tudo, e coitados dos descuidados que não se dão conta disso.
    Tô seguindo aqui =)

    ResponderExcluir
  17. o fake famoso não me assusta, o que me assusta é o fake desconhecido e o anônimo, pq esses não tem outro interesse na internet a não ser usar todo o seu ódio contra alguém, com a covardia do "anônimo".

    De resto, a net imita a vida, verdade que de forma amplificada, mas estão todos lá, os grupos, os wannabes, é a comédia da vida real.

    ResponderExcluir
  18. Falaê, Maldito. Venha ler em meu blog o que eu criei nas asas da poesia e com os pés na razão. Atualmente estou com o texto “O Quinto Sinal Vital”. Considerando que sua pressão, o seu pulso, a sua respiração e sua temperatura são os quatro sinais vitais, você sabe qual é o seu quinto sinal vital? Confira. [sorrio].

    “Entre o sonho e a realidade eu prefiro a realidade que me permita sonhar” (Jefhcardoso)

    http://jefhcardoso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Na internet se pode ser o que quiser, um mundo de faz de conta pode ser criado, e pior que tem gente que até acredita que seja verdadeiro! Tem que tomar cuidado!!!
    Particularmente não gosto muito dos fakes, prefiro quem mostra a cara e não tem medo de dar ela a tapa! Massss tem muita gente que prefere se esconder atrás de uma figurinha, faz parte da internet!

    Gostei do blog!

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Ah vc sempre brinca com as palavras e traz um harmonioso contexto. Concordo a internet cria seres abomináveis. Eu prefiro ser de verdade o tempo todo, sem máscaras. Do que viver à sombra de um personagem.

    Vc arrasa. beijo beijo

    ResponderExcluir
  21. Internet... Tudo tem seu lado bom e o lado ruim... Neste caso, o lado não é ruim, é horrível.
    E por mim, posso dizer, que a conta que uso, não é exatamente um fake, é e não é. Eu o utilizo apenas para o blog. E mesmo assim, não mudo minha personalidade através dele, sou quem eu sou.
    Conheço pessoas que se esquecem de viver sua vida fora da internet, e quando se lembram que tem uma vida, apenas contam um segundos para poder entrar novamente no fake, e ficar lá pelo resto do dia, e ainda reclamam da vida.

    Obrigada por passar no meu blog, gostei do seu.
    Beijos, Dreams.

    ResponderExcluir
  22. Seu blog é bem diferente, por isso gostei tanto daqui.

    Beijo enorme :*

    ResponderExcluir
  23. Ter duas vidas completamentes diferentes, é bronca!
    não sei se seria capaz de levar uma vida assim.
    Já sofri demais com comentários anônimos, aah, como falou meu caro amigo Fabrício Carpineijar, "Quem é anônimo para atacar já percebeu que não merece o próprio nome."
    -

    Obrigada pela visita em meu blog, só assim pra conhecer novos talentos.
    Sucesso!

    ResponderExcluir
  24. Maldito, obg pela sua visita em meu blog! Sem dúvida alguma enriqueceu ainda mais o meu texto *-*

    Ah, muito bom o que encontrei por aqui, seu talente é evidente .. parabéns!
    abraço jehniz

    ResponderExcluir
  25. Olá um tempão eu não venho aqui.

    Eu sou fake tive de virar eu usava meu nome e minha foto porém para não ter problemas com o meu ex marido sofri esta mutação, eu sempre condenei quem não mostrava o rosto no fim para continuar blogando não tive muita escolha, agora uso meu nome em outro blog com tema mais ameno que no confessionário.

    Abraços

    ResponderExcluir