quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

'Rodinha de Porrada' depois da aula!


15 de dezembro de 2010
É comum no reino animal os filhotes machos se engalfinharem com outros e até mesmo com seus próprios irmãos no intuito de desenvolver seus instintos de sobrevivência para aos poucos adquirirem pontos de experiência suficientes para se saírem ao menos razoável perante os perigos da vida na hora que a coisa estiver valendo de verdade. Conosco, animais esnobes por possuirem polegares, não poderia ser muito diferente. As atemporais ‘rodinhas de porrada’ na saída das escolas é um marco na vida de qualquer homem, seja como vencedor ou como o humilhante perdedor. 
Esse é o ritual de passagem para a vida adulta da nossa sociedade civilizada moderna.
 
Bons tempos em que problemas (dos mais pífios aos mais complexos possíveis) se resolviam apenas com gestos, um cruzado de direita, dois jab de esquerda, mais um direto de direita e lona!!! Assunto resolvido. Sem lero-lero, nem muito blá-blá-blá, no jogo limpo e com regras claras, mano a mano, na quadra, depois da aula, até apenas um ‘homem’ restar em pé, ou até os nossos pais chegarem para nos buscar. 
O que movia nosso punhos em direção a face de um companheiro de classe não era ódio, vingança ou a salvação de uma donzela em perigo, eram somente ensinamentos trocados em forma de socos e pontapés, sem técnica nem classe marcial, apenas jovens procurando se impor na competitiva cadeia alimentar do capitalismo selvagem,... e eu era bom nisso.
‘Faça o que ele quer fazer com você, mas faça primeiro’, esse é o princípio da coisa, não se iluda, seu oponente não perderá a oportunidade de te derrubar e te humilhar perante o ringue formado pela platéia de curiosos. Com um pouco de perspicácia e algumas aulas motivacionais com filmes do Rock o Lutador, após a terceira ou quarta derrota você já estará apto para sua primeira vitória, e depois que se prova desse sabor, um novo mundo se abre.
Os hematomas colecionados durante as lutas , são apenas cicatrizes de batalha que indicam a  mudança do nosso coro de uma pele macia de bebê para uma casca grossa capaz de resistir aos mais diversos tipos de impactos, afinal o segredo primordial desse tipo de peleja nunca foi o quanto se bate, e sim o quanto se agüenta encima das pernas.

A ‘rodinha de porrada’ nada tem a ver com o bullying, prática covarde tão comentada  atualmente, a porradaria não rolava por esse ou aquele indivíduo serem diferentes, na verdade é mais correto concluir que esse tipo de desavença aconteça mais pelo fato dos combatentes serem bem parecidos, o que cominava em disputas por territórios no recreio, por liderança de grupos e até mesmo por lugares na fila da cantina,... brigas por mulheres foram moda até uma certa época, mas com o tempo foram perdendo o sentido quando percebemos que elas não valiam tanto a pena assim.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
6 Comentários

6 comentários :

  1. Não tem a música "a televisão me deixou burro" agora deveria ter uma "a internet me deixou covarde"... Rodinhas de brigas não estão mais "in" já que é bem mais fácil ser valente atrás da tela do computador e para aqueles que querem brigar mesmo na vida real esquecem a porrada que está obsoleta e vão armados.

    ResponderExcluir
  2. Gostei das dicas, se um dia eu entrar numa rodinha dessas, ja sei como agir kkkkkkkkkkkkk
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Rodinha de porrada? Isso é novo pra mim, mas adoraria botar algumas pessoas bem no meio de uma...
    nice post, bjo

    ResponderExcluir
  4. Adorei a imagem....no contexto total , que também descreve algo realmente comum...e simples...

    mas tenho medo de briga...desde uma vez que vi uma no Jockey Club, aqui em Porto Alegre, e o cara arrancou um pedaço da cerca da pista e bateu na cabeça do outro ate arrebentar...eu tinha 13 anos..desde entao tenho ataque de panico...
    abs Marrdito

    ResponderExcluir
  5. Soco no nariz. Se a briga começou assim ela já está 73% encerrada.

    ResponderExcluir
  6. Amei o blog, adorei este post...ri muito aqui... Beijo meu

    ResponderExcluir