segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Boiadeiro de Comício!


Novamente eu cedo espaço para a coluna do amigo Juca Inácio, que vez ou outra manda um texto de seu exílio e me coage a postá-lo. 
Então, vamos a ele...
Boiadeiro de Comício
*dito pelo Juca Inácio

Estava vendo um desses documentários sobre animais e me lembrei de uma profissão que ainda deve estar em atividade quando se erguem as lonas do circo da democracia brasileiro: os “boiadeiros de comício”.
Já faz tempo que perceberam que o povão acha bonito bater palmas para alguém que está falando frases complicadas de maneira empolgada/revoltada; acho que desde que os macacos aprenderam a bater palmas.

A presença de puxadores de palmas durante comícios já é um fato certo: é só o palestrante finalizar em alto e bom berro uma frase de efeito que a galera com as bandeirinhas já começam a bater palmas e são imitados pelo resto da platéia, que parece não saber que tem o direito de discordar ou duvidar do que está sendo dito no palanque e permanecer em silêncio enquanto o candidato desenrola seus argumentos.
Outra coisa desconhecida do grande público durante esses espetáculos são as manobras feitas por alguns cabos eleitorais mais engajados, os “boiadeiros de comício” (pelo menos, este era o nome do cargo na região em que tomei contato com esse tipo de “profissional”).
Por motivos particulares, presenciei as orientações e as ações destes boiadeiros em algumas oportunidades.
Funciona da seguinte maneira: Eventualmente, parte da platéia, um pequeno grupo, pode decidir vaiar o candidato, seja por discordar de suas palavras ou simplesmente por fazer parte de um partido rival.
Os boiadeiros, ao perceberem esse foco de tumulto, orientam grupos de puxadores de palmas para se deslocarem até a região das vaias.
Em alguns segundos, estes boiadeiros já estão iniciando um cerco aos agitadores, com a dupla função de abafar suas vaias com gritos de “Viva!” e intimidar pela proximidade e superioridade numérica.
Acham absurdo este tratamento bovino ao público? Estão me chamando de mentiroso?
Então tirem a prova por vocês mesmos: Em um próximo comício, preste atenção em quem é a turma do puxa-palmas, e então comece a vaiar o ilustre discursante.
Preste atenção na galera do partido chegando, geralmente orientada por alguém num ponto mais alto da praça, com uma melhor visão dos focos de “revolta”.
Lá pela terceira vaia você confirmará a presença de um pessoal mal encarado ao seu redor, batendo palmas empolgadas.
Só não é bom ficar fazendo esse teste por muito tempo após sua confirmação. O cerco pode ficar muito grande, grande o suficiente para que seus gritos não sejam ouvidos pelo resto da boiada. Me refiro a seus gritos de dor,..claro.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
1 Comentários

Um comentário :

  1. AHAHA Sérgio Cabral sempre leva consigo essa comitiva. Tão sempre com bandeira e um estoque de saliva pra babar durante horas o ovo desse bandido. Quando alguém o vaia, ele logo convoca essa comitiva, e faz isso mesmo q vc disse. se for área de milicia, fuja pois a comitiva dessas áreas estão sempre armadas...abs, andre

    ResponderExcluir