quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Eu TINHA um presente pra você...

A minha maior derrota na vida é nunca ter conseguido dar um presente que agradasse o presenteado. É claro que poucos possuíam intimidade suficiente pra revelar a gafe na minha cara, mas não é difícil identificar a expressão de ‘What the fuck porra is this?” na cara da pessoa ao desembrulhar o agrado (os poucos que eu entreguei embalado, esse também não é o meu forte) que logo se mostra um 'desagrado'.
Mais tarde percebi que, talvez de forma inconsciente, eu escolhia os presentes conforme o meu interesse, ignorando totalmente o gosto de quem deveria recebe-lo. 

Dentre as minhas proezas estão um CD do Ozzy para uma fã de Back Street Boys, uma biografia do Silvio Santos para um empresário recém falido (nota: O evento citado ocorreu bem antes dessa súbita queda do homem do baú!) e um hamster para uma amiga que tinha pavor de roedores. Sem contar as dezenas de vezes que errei ao escolher tamanho, cores e modelos de vestimentas para alguém.
Hoje vejo que meu irmão foi um dos que mais sofreram com essa minha ‘disfunção’, já que curiosamente eu sempre o presenteava com coisas que eu também pudesse usufruir, muitas vezes até mais que ele. Foi assim com seus jogos de PlayStation, DVDs de filmes e com os livros (que só eu me interessei em ler).
Mas as mais prejudicadas com certeza foram mesmo as minhas namoradas. Alem de sofrerem o mesmo golpe que meu irmão, sendo muitas vezes presenteadas com viagens à lugares que só eu me interessava ir. Também nunca ganharam um presente digno de um relacionamento memorável. 
Por outro lado, foram poupadas do trabalho de jogar fora qualquer coisa que eventualmente pudesse fazê-las lembrar de mim após o término do namoro. Garotas de 'sorte'.

Faz tempo que eu desisti de agradar alguém com essa prática.
Preferi aceitar honradamente a minha inaptidão. Quando estiver velho, não serei sequer capaz de fazer um ‘bico’ no fim do ano como Papai Noel de um Shopping qualquer. Provavelmente estragaria o natal da molecada.
Portanto faz tempo que decidi que dou apenas livros de presente. Livros usados de sebos. Livros que eu recomendo porque já os li (assim também evito de pedir o livro emprestado logo após ofertá-lo).
E quando eu tiver meu livro publicado, será o ÙNICO presente que darei à alguém.


Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário