quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Feliz por Nada

Eu que estou sempre alternando entre gêneros na hora de escolher minha próxima leitura, acabei de me aventurar nas crônicas de Martha Medeiros em seu livro ‘Feliz por Nada’
Julgo um livro pelo título sim, podem me julgar. Quanto mais jocoso o título, maior é minha atração pelo exemplar, e ‘Feliz por Nada’ é um excelente exemplo deste meu deslize. 
'A normalidade das coisas se adapta aos costumes. Vagarosamente, mas se adapta. Se continuarmos insistindo na ideia de que o verdadeiro amor não acaba, as crianças vão achar que o mundo adulto é habitado por incompetentes que não sabem procurar sua alma gêmea e que sofrem em demasia. Vão querer isso para elas? Fora de cogitação.'

Antes mesmo de começar a ler o livro o título já tinha me inspirado a escrever o post ‘Todo Mundo tá Feliz!’, pra vocês terem uma ideia da qualidade da obra. 
Martha Medeiros é uma daquelas escritoras que todo mundo deveria ler antes de morrer. Com benefícios garantidos em cada pontuação do texto. Foi com esse intuito que eu, em  rara atitude, já postei aqui no blog uma de suas crônicas inteiramente dedicada as mulheres, que inclusive está neste livro. Confira essa crônica como prévia clicando aqui.
Os textos de Martha são simples, populares como qualquer um de nós, almoçam sem lavar as mãos. Justamente por isso são tão facilmente absorvidos que fazem com que você se identifique já no primeiro parágrafo, deixando o resto da leitura fluir como se você estivesse construindo o texto junto com a autora, dividindo experiencias diferentes perante situações semelhantes.

Se você quer aproveitar melhor o seu envelhecimento evitando o emburrecimento, clique no banner abaixo da nossa parceira Saraiva e compre o seu exemplar.

Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
3 Comentários

3 comentários :

  1. Já li algo sobre esse livro e não me lembro exatamente onde, mas também recomendava o livro, lerei mais adiante.

    Agora, eu leio bastante ( um livro por mes ou a cada dois meses se o livro for muito grande) minha esposa vai na mesma pegada e agora temos um problema, não tenho espaço em casa para formar uma biblioteca, e dias atras fui tentar vender meus livros e não tive muito sucesso, diz aí maldito o que vc faz com os livros que vão se acumulando ????

    Tem algum sebo aí do centro de SP que compra livros usados ( comprados de outros sebos ?).

    da uma força se souber

    ResponderExcluir
  2. Meu caro Zek,... Primeiro parabéns pelo habito da leitura que te fornece a unica coisa que ninguém pode te tirar, conhecimento.
    Eu descrevo como lido com o meu excesso de livros em casa nesse post - http://www.ditopelomaldito.com/2011/08/eu-tinha-um-presente-pra-voce.html
    Espero que seja util pra vc tb! =)
    Abração!

    ResponderExcluir
  3. Parece muito interessante. Gosto muito de crônicas.

    ResponderExcluir