terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Pecando por Incompetencia

O tema de hoje será mulheres. Não que eu seja um entendedor, pelo contrário, sou um desastre. Certa vez uma garota me falou que eu trato bem as mulheres erradas, trato mal as mulheres certas e não dou 'uns tratos' nas que deveria dar 'uns tratos'. Ela provavelmente está certa, se dizia no grupo das mulheres certas que eu tratei mal. Qualquer dia desses peço desculpas à ela. Ou não. Sei lá... Depois eu vejo. 
Sou um cara complicado. Especialmente para arrumar namoradas. Uma prima minha, que é psicologa, me explicou que saboto os meus relacionamentos antes mesmo que eles se iniciem, apenas escolhendo as mulheres erradas. Para evitar que esse texto vire uma parada chata falando apenas de mim, vou contar um causo que rolou comigo em meados do ano passado.

Era uma noite fria pra caralho para os padrões pernambucanos, cerca de uns treze graus, chovia e ventava. Era o festival de inverno de Garanhuns e a Nação Zumbi era a atração principal da noite. Para me proteger do frio me empanturrei de vinho e dançava ao som de qualquer coisa. Estava me divertindo. Estava bêbado, no meio de amigos, ouvindo música aceitável e cercado de belas mulheres. 
Até que eu a notei olhando pra mim e rindo. Fiquei surpreso por alguns mili segundos, mas então percebi que ela ria ao me ver dançando como um muppet baby. Me recompus, tomei jeito de homem e fiquei curtindo o meu vinho. Alguns minutos depois, quando retornei a olhar em sua direção, vi que ela dançava de forma ainda mais ridícula que a minha. Ri alto e pensei “achei a mulher da minha vida”
Ela parou de dançar, tentou achar algum buraco pra se esconder e alguns segundos depois ficou olhando pro palco como se nada houvesse acontecido. Fiquei filosofando à respeito do que deveria dizer até que com os olhos, ela me jogou um feitiço. Algo que me fez parar de pensar e me puxou em sua direção. Quando  dei por mim estava a sua frente sem ter a mínima noção do que dizer, ela fez cara de 'e ai?' e eu soltei uma das frases mais estúpidas da minha vida:
-Você não tem idéia de como que estou feliz de ter encontrado alguém que dança pior que eu.
Ela riu ao ponto de uma lágrima correr pelo seu belo rosto, e a próxima coisa da qual eu me lembro é do seu beijo. Digo sem medo de errar que foi o melhor beijo que já dei em minha vida. Sei lá o que tinha de tão especial, sei que me impressionou. E apesar de todo o alcool que ingeri naquela noite, até hoje consigo me lembrar a perfeição com a qual sua boca tocava a minha. Ficamos juntos aquela noite, curtimos um belo show, levamos chuva, bebemos vinho, rimos, sarramos. Foi uma noite perfeita. Tudo perfeito. Na verdade, quase tudo. Sabe-se lá por que eu não consegui decorar seu nome. Acho que perguntei umas doze vezes. Se ela estivesse sóbria provavelmente ficaria muito puta, mas ela estava quase tão bêbada quanto eu. Nos despedimos e fiz a burrada de anotar seu numero em meu celular sob o nome de "meu amor". Que merda! Nunca façam isso. Ao acordar no dia seguinte, pensei o que diria quando ligasse e a imaginei me perguntando se eu lembrava de seu nome. Fiquei desesperado. Não liguei.
.
Minha prima me falou que eu não liguei porque eu não queria destruir a imagem de mulher/noite perfeita que ficou em minha mente. Eu falei que ela estava bêbada e não sabia do que estava falando. Mas ela sabia. Fiquei olhando pro telefone, vi o número do 'meu amor', pus o dedo sobre o botão de discar, fechei os olhos... e coloquei o telefone de volta no bolso.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
7 Comentários

7 comentários :

  1. Que pena que acabou tão rápido... E tu mesmo 'daquele jeito' lembrou? Então foi especial msm! Rs rs

    ResponderExcluir
  2. Tudo o que é efêmero tem uma capacidade incrível de ser divertido.

    ResponderExcluir
  3. que bom que você não anotou o nome... teria namorado com ela por 1 ano e 3 meses, brigado, chifrado, levado corno, chamado de vagabunda, e a história não seria bonita

    ResponderExcluir
  4. Minha prima me disse agora que essa mulher do texto é a minha 'anima'. Fui na wikipedia saber o que é isso e acabei ficando mais confuso ainda. quem quiser se arriscar a olhar, eis o link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Anima_e_Animus

    ResponderExcluir
  5. Em se tratando de mulheres, pouco entendo, mas sei que as bêbadas são mais divertidas.

    ResponderExcluir
  6. O melhor foi a tua cara de feliz no outro dia, contando que tinha achado o amor da tua vida.
    E eu, estraga prazer, pergunto o nome.
    Alguns segundos com cara de frustração e a resposta:
    -"não lembro!"

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  7. Maldita psicologia!
    kkkkkkkkkkkkk
    Tbm tenho dessas coisas!

    ResponderExcluir