quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Religião não define caráter

Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
3 Comentários

3 comentários :

  1. Um texto curto, bem ilustrado e totalmente coerente. A religião é um freio para os impulsos destrutivos do homem, mas quando mal conduzida, acaba trazendo à tona esses mesmos impulsos, intensificados pelo furor religioso. Quando alguém acha que está certo e tem Deus para embasá-lo, qualquer atitude que ele tome estará correta, pois há divindade em seus atos.

    ResponderExcluir
  2. Em pleno 2.012, acreditar que o homem está dividido em duas partes, o bom que pratica religião, e o mau que não dá bola para igrejas, é de um primitivismo incompreensível. Acredito que aqueles que assim dizem são maus pastores " enchendo a bola "das suas ovelhas, qualificando-as de melhores do que quem não frequenta igreja. Um estímulo para que não deixem a igreja, mesmo diante de escândalos em série que mancham sua reputação.

    ResponderExcluir
  3. Em pleno 2.012, acreditar que o homem está dividido em duas partes, o bom que pratica religião, e o mau, que não dá pelota a igrejas, é de um primitivismo incompreensível. Acho mesmo que isso é argumento falacioso de maus pastores, que tentam " encher a bola " das ovelhas que começam a duvidar da seriedade das igrejas diante de tantos escândalos que se avolumam.

    ResponderExcluir