domingo, 16 de dezembro de 2012

Draconian, uma HQ para fãs de Vampiro, a Máscara

Estamos vivendo um dos períodos mais férteis do quadrinho nacional, seja pelo crescente número de novos autores, como pela diversidade saudável de gêneros e propostas. Nariz de cera à parte, fico empolgado com publicações como “Draconian” de Paulo César Santos e André Farias.
Resgatando um estilo de contos de vampiro que muito agradaram os jogadores de “Vampiro, a Máscara”, clássico RPG da linha storyteller da White Wolf, “Draconian” é uma coletânea de contos curtos em quadrinhos que formam um panorama geral sobre o vampirismo. No entanto, essa sintonia não é mera referência ou coincidência. Alguns personagens e temas já foram explorados pela dupla na revista Dragão Brasil, saudosa publicação de RPG dos anos 90.

Quem sente saudade das campanhas com disputas entre predadores noturnos, necessidade de preservar o segredo da existência vampírica e ambientação urbana… vai gostar muito dos roteiros do álbum. Vale ressaltar que, por ter artes de diversos períodos da carreira de Paulo César, o álbum tem uma grande variação na maturidade do traço. Sendo que de forma alguma isso ofende a vista, mas apresenta um honesto registro da evolução do artista.
Do storyteller e de Anne Rice, os autores herdaram a humanização do mito com vampiros que trabalham em loja de conveniência, discutem música pop, classificam o gosto do sangue de suas vítimas de acordo com a religião e outras situações que se desenvolvem nas nove histórias ambientadas na Nova York ou Paris de hoje.

O nome da obra foi inspirado no álbum “Drac0nian Times” (1995), da banda de gothic metal Paradise Lost, que é uma das favoritas da dupla, que venceu o Anima Mundi 2001 com a animação “Crássicos da Periferia“.
“Draconian” tem 126 páginas em preto e branco e já está na venda na Comix e na Monkix, custando apenas R$ 20,00.
dito pelo Raphael Fernandes
como visto em Contraversão
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário