quarta-feira, 27 de março de 2013

Matadores de Vampiras Lésbicas

Matadores de Vampiras Lésbicas (Lesbian Vampire Killers)

Diretor: Phil Claydon
Roteiro: Stewart Williams, Paul Hupfield
Ano: 2009
País: Reino Unido
Atores: Paul McGann, James Corden (As Aventuras de Gulliver), MyAnna Buring (Abismo do Medo), Mathew Horne

E novamente somos apresentados a mais uma película de nome duvidoso (Mas desta vez, a adaptação do título nada tem a ver com isso). Por mais flexíveis e abertos que sejamos, não dá pra não ter uma pré-ideia do que possa ser um filme com tal premissa.

Dois amigos, Fletch e Jimmy, não sabem o que fazer. Um perdeu o emprego e o outro, a namorada. Por isso, decidem viajar e, quem sabe assim, conhecer garotas e tudo mais, Porém, tudo acontece de outra forma, pois acabam chegando no estranho vilarejo Cragwich, onde, além da taverna, encontram também um grupo de quatro perfeitas estudantes de folclore que seguem rumo à casa de Carmilla, a fim de estudar o mito vampírico. Daí para frente, a história se desenrola no melhor estilo “O boboca na verdade faz parte da linhagem de uma família de heróis e precisa lutar para destruir a maldição que pode acabar com o universo”.
O filme tem tudo pra se transformar numa putaria sem fim, aliada à idiotice, mas tal não acontece. Mas antes de continuar, preciso dizer algo:
Para entender a fundo o humor proposto pelo filme é preciso, antes, ter mais de trinta anos, acompanhado várias das produções da Hammer Filmes, assistido o desenho do Scooby-Doo à exaustão, conhecer bem o filme Dracula de Bram Stoker (Incluindo sua trilha sonora) e, de quebra, ter assistido Senhor dos Anéis. Se você tiver menos de 30, mas fez tudo isso, então o filme também é para você.

Agora, se você conhece a fundo todas as referências citadas acima, assistirá o filme da seguinte maneira:
Frodo e Sam vão parar nas terras dos vampiros da Hammer, com direito a taverna, um padre preocupado com os acontecimentos do local e sua filha virginalmente perfeita. Logo depois, inesperadamente, encontram Daphne, Velma, Fred e Salsicha, a turma do Scooby-Doo, que estão no local a fim de pesquisar o mistério envolvendo a história da vampira Carmilla, a Vampira de Karnstein. Por estarem sozinhos, seguem junto com o grupo em seu famoso furgão e assim todos vivem uma inesquecível e mortal aventura, encontrando a tão famosa vampira e suas amigas, aquelas três que até então viviam no castelo do Dracula de Bram Stoker.

Envolto por uma trilha sonora e detalhes visuais típicos de muitas produções de décadas passadas, o filme segue o ritmo de uma aventura do Scooby-Doo, acrescido de uma sexualidade adolescente típica da década de 80 (Apesar do lesbianismo) aliado a um humor pastelão, mas nada vulgar como no péssimo Todo Mundo em Pânico 2, e muitas outras paródias que tentaram, sem sucesso, se manter basicamente com duplos sentidos (Sempre sexuais) e mulheres nuas por todos os lados. Se espera ver seios, sexo e putaria com gostosas sem o menor nexo, este não é o seu filme.
Não é genialmente surpreendente como A Cabana na Floresta, mas pode ser comparado com o também engraçado e original Tucker & Dale. Ainda incomodado com o título? (No passado foram feitos Drácula no Reino da Minissaia, Frankenstein Encontra o Monstro do Espaço, Eu me Casei com Um Monstro do Espaço, Um Lobisomem Mexicano no Texas e muitos outros. Precisa dizer mais? Por pior que possa parecer, se não assistirmos, jamais saberemos!)
Não é a comédia do milênio e, se você não conhece as referências que citei como necessárias, o filme será apenas um bom passatempo. Agora, conhecendo... Dispa-se dos preconceitos e assista. Você vai se divertir bastante.
Aguardando o que pode ser a continuação. Basta agora torcer para que eles não percam o foco e transformem a inusitada ideia (Tem que assistir pra saber) numa besteira descerebrada.
E qual o pensamento que tirei sobre?
Até para entender a real graça de certas coisas é preciso ter bagagem. Senão o interessante acaba se tornando uma piadinha qualquer.
Veja abaixo o filme completo pelo youtube!
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário