sexta-feira, 12 de abril de 2013

Não deixe a TV te deixar inteligente demais

Ou o supositório mágico da resignação idiota

Aqui vai um simples conselho para manter sua sanidade caros leitores invisíveis: Não se informem tanto. Não queiram saber tanto sobre a humanidade e suas mazelas. Por quê? Ora, não conheço um ‘sujeito normal’, e pouco inteirado sobre as complexidades futricais do mundo, que sofra de síndrome do pânico, por exemplo. O cara que acorda sonhando com um Honda, e vai dormir com as mulheres frutas e a BOA ao lado, jamais sofrerá uma depressão profunda, a não ser pelo tênis que deixou de comprar, ou pelo item de fábrica que não veio incluso em seu automóvel, e a vizinha casada que deixou de foder.
A depressão, o pânico, a fobia social, vem da racionalização do comportamento humano escroto e cínico, e da forma como as anomalias foram aceitas no contexto da normalidade. Damos remédio pela doença que causamos, e nomes novos para velhos males. Se você parar e assistir três dias de noticiário, terá uma ideia clara da alucinação total que assola as pessoas. Falamos de leis específicas que defendem este e aquele indivíduo humano, quando em verdade não conseguimos defender a humanidade como um só grupo (sem divisões e subdivisões). Não cumprimos leis. Morte é brinquedo. Política é brinquedo. Sacaram? O tal apocalipse dos cristãos está na TV, é fato. Não é papo de crente, conversa de doidão, muito pelo contrário... O mundo está tão despirocado quanto antigamente, a diferença é que Herodes e Poncio Pilatos teriam facebook, twitter, usariam smartphone e fariam compras em belos centros comercias (shoppings). 
Que mania tosca de julgar evolução por quinquilharia eletrônica... Eu trocaria sua tecnologia de merda pelo seu coração puro e sua mente evoluída de verdade.

Será que as pessoas não percebem que dinheiro é só dinheiro...? Que a maldita empresa é só a maldita empresa, e que antes de tudo isso estamos nós?!
A TV mostra o novo ditador à sombra dos velhos, uma antiga potência de bruços para a Ásia, a sexta economia do Mundo voltar à inflação, vejo estupros coletivos, ameaças, roubos e mais roubos e mais roubos. O Deus da humanidade é o dinheiro, se até para acender uma vela de oração é preciso ter dinheiro.

Vejo a proibição, a legalização, a marcha dos idiotas, a meia marcha, a marcha ré; vejo mortos e ‘morridos’ (matados também), violência em todas as áreas da sociedade... Da sociedade da Terra. A TV mostra com ares de teatro de revista, faz piada, jogo de cena... Mas, não confunda as atitudes, tudo o que a TV faz é pensando em nosso bem. O que a TV faz, delicadamente, assim como boa parte da imprensa, é introduzir sorrateiramente em seu ânus pequenos supositórios de resignação. Mas, acredite, estamos evoluindo... Criando leis e apontando dedos, louvando o Deus dinheiro, e esperando pelo fim que cedo ou tarde ainda virá.

(Comprei um vinho sul africano e tomei no café da manhã, lendo jornal e assistindo ao noticiário... não sei se foi legal)
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário