terça-feira, 9 de julho de 2013

Dicas para montar sua coletânea de contos

Então, você começou um trabalho literário e está tentando descobrir se já possui material suficiente para formar uma coletânea, e principalmente como juntar a coisa toda. Bem, aqui vai algumas sugestões sobre como fazer do seu livro de contos uma leitura atraente, equilibrada e poderosa.
Tamanho
Realmente, isso depende do que você já tem escrito, já vi coleções finas de conteúdo denso com não mais que 100 páginas, e também tomos épicos de até 300 ou 400 páginas que não tinham muito o que dizer. Mas o ideal é que você tenha pelo menos 40 mil palavras prontas. Esse número não é um chute e muito menos cabalístico, mas sim, o mínimo exigido pela maioria das regras de concursos literários do gênero.
Caso seja seu primeiro livro, reúna o suficiente para que seu público conheça sua voz, dê a eles algo tão palpável quanto carne e osso.

Qualidade
Eu sei que isso pode parecer meio óbvio, mas não se atenha apenas nas histórias que você já escreveu pensando na sua coletânea. Releia tudo, e só escolha o trabalho que realmente tiver afinidade com você. Caso tenha um conto que não esteja te impressionando, é melhor deixa-la de fora. Talvez você tenha amadurecido desde então e mudado seus pensamentos a respeito de algumas cenas, ou então apenas não goste mais do que escreveu. Qualquer que seja o caso, o lance é dar o seu melhor. Os leitores podem não gostar de cada conto que você escrever, mas, pelo menos, tente deixar a obra o mais interessante possível.

Inéditos Vs. Publicados
Se você pegar qualquer coletânea da sua estante, perceberá que ela é uma maneira para os fãs do autor lerem mais de uma história, em um só lugar, todas juntas e de uma vez só. Eles não querem ter que vasculhar a internet, ou rastrear e pagar por cada antologia obscura ou revista que você tenha sido esporadicamente publicado. Não parece, mas isso pode sair caro. Imagine se você tem vinte histórias espalhadas em várias antologias que custem em média R$ 10 cada, seu leitor teria que desembolsar cerca de R$ 200 para conseguir ler todas essas histórias. Então, não se sinta mal que  os contos já tenham sido publicados em algum lugar do passado. Apenas seus fãs mais fiéis terão lido todas essas histórias que você escreveu nas publicações originais. 
Eu sou um grande fã de Bukowski, mas nem por isso saio correndo para comprar todas as cópias de revistas antigas que já publicaram suas histórias. Mas, se você quiser fazer algo de bom para os seus leitores, inclua uma ou duas histórias originais e totalmente inéditas. Eles irão apreciar o fato de que há um novo trabalho para ser lido, e vai ajudar a gerar um pouco de entusiasmo sobre sua coletânea.

Tema e Tom
Se você tem facilidade para escrever dentro de uma grande variedade de gêneros, tente se concentrar em apenas um tema para a sua coletânea. Caso escolha escrever histórias de terror por exemplo, então certifique-se que o estilo esteja incluso no conjunto do trabalho. Talvez seus trabalhos mais recentes possuam um horror mais sutil e literal, e não se encaixem bem com seus escritos antigos.
Basta manter isso em mente.

O Título
O título da sua obra é uma ótima maneira de dar ao seu público uma pista do seu tema, foco, e gênero. A coisa mais fácil a se fazer é dar ao livro o mesmo título de uma das histórias da coletânea, geralmente o "melhor" conto do livro. 
Isso não significa que você não pode abusar desse clichê, mas por que não procurar por algo mais original? 
Além disso, é sempre bom dar uma verificada antes para ter certeza de que o título já não tenha sido usado por um outro alguém.
A Ordem
Este pode ser um dos aspectos mais importantes da coletânea, mas não se preocupe muito porque no final o público pode nem notar essas escolhas sutis. Mas essa é a hora de saber eleger os seus favoritos, aqueles contos que saíram nas melhores publicações, os que ficaram conhecidos, os que ganharam prêmios, os vencedores de concursos, e aqueles que seus leitores continuam falando sobre.
Aqui estão algumas orientações para se ter em mente ao ordenar suas histórias em uma coletânea.

1. Primeira e última: Tente sempre começar com um dos melhores, e terminar com outro tão bom quanto o primeiro. Você quer pegar o seu leitor e chamar sua atenção, se eles lerem uma grande história em primeiro lugar, é bem provável que prossigam com a leitura. Além disso, você quer que eles tenham o agradável conforto de que seu suado dinheiro foi bem gasto. Se a última história é apenas média, ou termina fraca, eles podem acabar com um má impressão. Não corra esse risco, comece bem e termine excelente.

2. Os pólos das histórias: Se você tem 21 histórias para sua coletânea, e você já está começando forte e terminando forte, por que não distribuir o resto das melhores histórias? Então, se a 1 é boa, e a 21 também, provavelmente o melhor seria, em seguida, numerar seus próximos dois melhores contos como 7 e 14. É esperado que o leitor se depare com algumas histórias mais fracas, ou mais experimentais, e o melhor é que isso ocorra de forma alternada. Eu sei, eu sei, todos os seus contos são brilhantes. 
Depois é só escolher os seus favoritos e alocá-los entre 1, 7,14 e 21.

3. Comprimento: Misture as histórias longas com contos curtos. Tente preencher os espaços em branco ao redor dos números 1, 7, 14 e 21 com uma variedade de tamanhos. Eu também ouvi que você deve colocar o maior conto por ultimo. É a história que os leitores vão passar a maior parte do tempo lendo, por isso é uma opção, uma maneira de acabar com algum poder, uma conexão mais longa, ou alguma profundidade.

4. Antecipação: Outra boa abordagem é colocar suas melhores histórias na frente. Então, se você tem o primeiro e o último contos como o seu melhor, e um par de pólos bem colocados no interior do livro, por que não colocar mais um par de suas melhores histórias na frente? Não deixe que o leitor escape. 

Concluindo
Tente manter todas essas idéias em mente, mas no final, procure sempre se divertir com o processo. Tente imaginar o rumo da viagem que seu leitor está tomando. Sua obra é a sua voz, e se as pessoas amam o seu trabalho, eles provavelmente vão desfrutar de tudo o que você reunir. 
Afinal, quem sabe do que o público vai gostar? Basta fazer o melhor trabalho possível, e apostar suas fichas. Boa sorte!
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário