sábado, 10 de agosto de 2013

Armageddon 2419 D.C. (Philiph Francis Nowlan)

Hoje em dia parece até fácil imaginar como seria um mundo futurístico, com um salto de séculos a frente, por exemplo. A nossa Ficção Científica, seja em forma de filme, quadrinhos, ou literatura, fornece um largo catálogo de opções e suposições sobre como seria a nossa tecnologia e sociedade daqui cem, duzentos, quem sabe, quinhentos anos no futuro. Sabemos que muitos dos aparelhos eletrônicos que manipulamos de forma rotineira atualmente, um dia form apenas imaginados nas páginas de algum livro, ou encenado no roteiro de um filme.
Mas,... Você já parou pra pensar em como os homens do passado imaginavam um futuro que hoje encaramos como nosso presente?!
Meio confuso? Nem tanto, me acompanhe nessa viagem atemporal...

Muito antes de explorarmos o espaço com gigantescas naves intergaláticas e irmos onde nenhum homem já mais esteve, temos que admitir que deveria ser complicado conduzir a mente em vôos tão altos em uma época em que o telefone ainda soava como um grande lançamento. Me refiro ao início do século passado, quando o gênero ficção cientifica não possuía o mérito conquistado dentro da literatura mundial.
Normalmente publicadas fracionadas na forma de contos em revistas como a 'Amazing Stories', essas histórias formaram clássicos conhecidos, inspiraram escritores modernos e criaram grandes heróis que servem de modelo até hoje.
É o caso de Armageddon 2419 D.C. (Editora Dracaena, 146 páginas), escrito por Philiph Francis Nowlan, uma das primeiras narrativas do gênero científico que ainda tem seus elementos utilizados em produções atuais, como o cinto antigravitacional ou o raio-trator, talvez porque ainda não tenham sido inventados realmente.
Aqui acompanhamos a aventura de um homem, que misteriosamente acorda após um salto de meio milênio no tempo, em um mundo assustador para quem via a divisão territorial do planeta pré-segunda guerra, mas totalmente surreal para quem carrega a bagagem de informações atual. Uma inversão de poder onde o oriente subjuga facilmente as potencias do ocidente através de sua tecnologia, supostamente, superior.
Ou seja, cenário mais que perfeito para o surgimento de um herói, não acha?!

É nesse ambiente caótico que se começa a resenhar a origem do notável personagem Buck Rogers, um marco dentro da ficção científica norte americana, mas que infelizmente nunca teve muito espaço aqui pelo Brasil. 
O livro Armageddon 2419 D.C. é a oportunidade perfeita para se conhecer um pouco mais desse herói clássico e desvendar as origens desse gênero fascinante.

Quer aventurar-se em um mundo que nunca será o seu?! Então clica agora no banner abaixo da nossa parceira Saraiva, e compre o seu exemplar!!
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário