sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Nos domínios do Rei Crocodilo

Ou quando o Ernesto colocou alguma droga fantástica na minha garrafa de cerveja

Meus amigos, dia desses tomei um porre daqueles e acabei ao lado do camarada Ernesto em um lugar esquisitão.
- Ei, Ernesto... Que droga de lugar é esse??
- Eu sei lá! A gente estava bebendo na sala... Não sei!
Agora nós estávamos sentados no chão úmido de um bosque, eu acho. Árvores por toda a parte. O céu não era azul, nem tinha nuvens brancas, apenas aquele tom de roxo, com algumas nuvens negras formando sorrisos diabólicos.
- Pitz...
- O que...?
- Morremos por coma alcoólico?
- Não, não morremos.
- Como você sabe...?
- Estou com vontade de mijar.
- E no inferno não se mija?
- Acho que não. Mas isso aqui pode ser castigo também.
- Castigo?
- Sim, to achando que viemos parar em um livro de fantasia.

Levantamos e começamos então a busca pelas respostas. Ninguém pode simplesmente dormir bêbado e acordar em Nárnia, Hy Brasil, ou sei lá onde...
- Não é Nárnia, cara..
- Foda-se Ernesto!! Sempre que você está por perto acontece alguma porra sem explicação!
Continuamos andando por entre as árvores, até achar uma estradinha de terra. Uma das árvores então cutucou meu ombro:
- Ei, cara, tem um cigarro aí?
- Não dona árvore, eu parei de fumar. Desculpe-me.
- Tá bom.
Não estranhei a árvore falante me pedindo cigarros (tabagismo é um vício terrível). Achei estranho foi o Ernesto conversando com dois homens de armadura prateada e cara de répteis. Que diabos.
- Pitz, esses dois cavalheiros aqui já estavam nos esperando!
- É...?
Os grandalhões com cara de crocodilo se aproximaram de mim. Quase me borrei, confesso. Engoli o ar seco.
- Olá, camaradas.. Tudo na santa paz? Belas armaduras, hein..
- Eu sou Kavir e esse é Rismo. Viemos buscá-los. Nosso mestre os aguarda ansioso em seu castelo.
Meu coração disparava. A cabeça tentava absorver, mas a resposta era sempre a mesma. Um pesadelo, uma onda errada, remédios na minha bebida. Contudo, Kavir e Rismo nos conduziram amistosamente em seus cavalos gigantes com cara de morcego, até um imenso castelo negro, com chamas explodindo pelas sete torres colossais. Estatuas do rei crocodilo usando armadura e coroa nos conduziam até o portão principal.
- Ernesto...
- O quê?
- Esqueça o que eu disse antes. Esse lugar é mesmo o condomínio residencial de Satanás.

Kavir gritou de frente ao imenso portão negro: “Ashtar Vassalus, front ein front, Naggarth Daemos Ullf”!  Logo caminhávamos pelo corredor gigante, na escuridão, até o enorme salão real. O lugar era iluminado, repleto de mulheres reptilianas, joias e quadros. Em seu trono de ossos humanos e piche, o rei Crocodilo aplaudia nossa entrada.
- Meus filhos! Meus amados filhos! Até que enfim meu coração pode se encher de orgulho ao revê-los. Abracem-me!
- Ernesto... Vai você abraçar o cara primeiro..
- Nada disso, abrace lá!
- Ei, você achou os malandros no bosque, agora abrace o rei jacaré primeiro.
- Está bem, está bem..
Ernesto andou cabreiro para abraçar o camarada. Ganhou beijinhos e tudo mais. Depois foi a minha vez de ser abraçado e beijado.
- Então, vossa alteza... Com todo o respeito, quem é o senhor? – Eu quis saber.
- Eu sou seu pai. O pai da terra, dos artistas, dos jogadores, dos humanos todos. Não sou nada menos do que o Alfa e o Omega. O equilíbrio fiel da balança; o cosmo invertido e as estrelas no chão.
- Sei... E o que quer com a gente?
- Quero que fiquem ao meu lado.. Vocês voltarão para a superfície, porém nunca mais esquecerão que são répteis como eu, e que devem lealdade a Zeta Reticuli e Andrômeda. Façam o que deve ser feito, filhos. Em breve precisaremos de vocês nas Vimanas, para vencermos os azuis mais uma vez. A Terra nos pertence.
...
- Ernesto...
- Diga.
- O que você colocou na minha cerveja?? Desembucha logo, meu amigo, antes que eu lhe quebre a cara!
- Eu não fiz nada, palavra de honra!

(Se duas pessoas lembram detalhes do mesmo sonho maldito, de repente foi verdade. Bom final de semana pra vocês.)
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário