sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

A deprimente obrigação de festejar o carnaval

Eu não consigo simplesmente ignorar os problemas de antes para comemorar, de maneira alucinada, uma data especial qualquer, e isso vale principalmente para o carnaval. Esqueça tudo, chegaram os dias de folia!! Rebole, pule, agarre o colega ao lado, solte as frangas!!

Os últimos meses no Rio de Janeiro foram caóticos no trânsito, na segurança, na política, nos preços para comprar qualquer porcaria, em tudo! Sinceramente, eu nunca vi a minha bela cidade numa fase tão deprimente como a de agora. Mas preciso comemorar e sorrir.. É o que me dizem os cartazes, a TV e alguns amigos mais festeiros.

- Pitz, você vem com a gente no bloco?!
- Me esquece com essa porra de bloco, Geraldo.
- Ah, sai da toca, você precisa viver mais! Vamos?!!
- E quem disse que ralar meu rabo no asfalto é viver mais? Quer saber o que eu acho disso aí?
- Não.
- Pois eu acho que cada carro alegórico faria 5 casas populares, ou até mais. Faria uma creche, um cineminha na favela, sei lá. O cara vive na merda e veste fantasia de pavão real com tecido egípcio! Porra, luxo e lixo, só isso, milhões pra fazer o de sempre! Sem contar que o governo investe grana também.
- AHHHHHH!!! Desisto.. Vá beber sozinho na tua caverna então. Você me deprime com certas ideologias fora de hora.
- Pois sim.. Deprimir os outros é ponto forte de quem pensa além. Vá curtir o teu maravilhoso carnaval.
Então nós devemos ignorar tudo para curtir uma felicidade de quatro dias? É isso?! Eu não quero ser feliz por míseros quatro dias de obrigação social; não devo droga nenhuma ao calendário dos outros. Queria ser feliz (estar satisfeito) todos os dias do ano. Minha cama não vai pegar fogo por malditos quatro dias apenas, quero que pegue fogo sempre! Nada contra quem adora o carnaval e espera ansioso por ele, mas a minha verdade independe da verdade dos outros, a minha ‘putaria carnavalesca’ pode ocorrer até no dia de finados, pois o meu estado de espírito não aceita grades.

- Tem certeza que não vem?
- Tenho.. Minha namorada vai passar em casa também.
- Mas eu comprei um chapeuzinho de pirata pra você..
- Um chapeuzinho de pirata? Pra mim?
- É!
- E vem com a garrafa de rum do pirata junto?
- Sim!!
- Então talvez eu vá, fico ao menos 20 minutos.. Merda.

(Tá ok.. Eu só irei pela garrafa e pelo chapeuzinho)
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
1 Comentários

Um comentário :

  1. Aff...a mesma musica que imaginei para o carnaval não tem muito a ver com carnaval.....seus textos são muito bons. me inspira a escrever também.

    ResponderExcluir