segunda-feira, 3 de março de 2014

Fatos históricos de vinganças reais que deixam 'Kill Bill' no chinelo

Já dizia a sabedoria popular que a vingança, além de doce, é um prato que se come frio. Talvez por isso o tema seja abordado com tanta frequência nos cinemas, rendendo enredos incríveis e um vago prazer sádico para quem assiste. O que dizer por exemplo de Uma Thurman e sua obsessão assassina por Bill representada nos dois volumes dirigidos por Tarantino?
Mas enfim, isso é tudo fantasia, certo? Devemos acreditar que as pessoas do mundo real não são capazes de levar uma vingança até as últimas consequências quando se sentem injustiçados...
Será?
Abaixo você encontrará algumas histórias reais de retaliações que te farão reconsiderar essa afirmação.

✔ A Rebelião das Irmãs Trung
Trac Trung e Nhi Trung eram duas irmãs que levavam uma vida simples em um pequeno vilarejo no Vietnã que cultivava a tradição milenar de treinar, desde a infância, todos os seus habitantes nas artes marciaisNa época a região era governada com mão de ferro pelos chineses que tinham uma política de tolerância zero quando se tratava de rebeldes. 
Então, quando o marido de Trac tentou organizar um grupo para lutar contra a dominação do lugar, os regentes do lugar decidiram responder com uma brutalidade que teria orgulhado o temível Império Romano... Executaram o rebelde em frente a sua esposa e, em seguida, estupraram a viúva sem piedade.
A VINGANÇA:
Vamos começar deixando claro que ninguém, nunca, deve mexer com o Vietnã. Mesmo que você seja uma nação muito poderosa e tecnologicamente superior. Eles praticam uma espécie de magia de camponês, ou algo do tipo, que faz o país subir um nível e ficar mais forte toda vez que tentam invadi-lo.
Devido aos seus ensinamentos confucianos tradicionais, os chineses costumam considerar as mulheres seres inúteis. Sendo assim, eles não perceberam que Trac e Nhi tinham sido educadas nas artes marciais desde que eram meninas e, portanto, não estavam devidamente preparados para uma reação das moças.
Para vingar seu marido e restaurar a liberdade de seu povo, Trac e Nhi levantaram um exército de 80.000 mulheres que passou a fazer ataques pesados aos invasores estrangeiros, tratando as tropas de soldados chineses como se fossem um mero agrupamento de escoteiros.
Depois de libertar sua aldeia, as irmãs levaram sua guerra ainda mais longe com o intuito de conduzir os chineses para fora do Vietnã com o rabo entre as pernas. Ou pelo menos aqueles que ainda conservavam suas pernas.
Embora as irmãs e sua revolução tenham sido derrotadas, seu épico combate final acabou ficando marcado e gerou diversas lendas locais. Uma delas fala de Phung Thi Chinh, uma nobre grávida do exército feminino que deu à luz no campo de batalha, outras contam que algumas mulheres lutaram com seus bebês atados em suas costas. 
Para evitar humilhação nas mãos do inimigo, as irmãs Trung cometeram suicídio, afogando-se no rio Day. O que explica o por que a China até hoje se recusar a reconhecer que tudo disso aconteceu.

✔ A Fúria de Boudicca contra Roma
O Império Romano não ganhou sua reputação feroz agindo com 'fair play'. Na verdade, se você perguntar a um historiador sobre o período, ele vai descrever que os romanos eram algo como uma fusão entre o Império de Star Wars e a hoste de Mordor.
Então, quando o rei Prasutagus da tribo celta Iceni morreu deixando seu reino para sua esposa Boudicca e suas duas filhas, Roma decidiu invadir o Iceni e escravizar seu povo. Boudicca e suas filhas foram açoitadas e estupradas. Infelizmente para os romanos, eles não tinham ideia de com quem eles estavam transando.
A VINGANÇA:
Tudo o que se sabe sobre Boudicca vem dos registros romanos que a descrevem como "Alta e terrível, com um grande volume de cabelos vermelhos até os quadris ... ela carregava uma lança e incutia o terror em todos os que a viam." Os celtas não eram apenas mais uma tribo de ingênuos que Roma pretendia atropelar. Acontece que eles foram uma das mais aterrorizantes civilizações na história do mundo.
Com um exército de antepassados ​de William Wallace sobre seu comando, Boudicca lavou os campos da Grã-Bretanha com o sangue dos romanos. Seu primeiro alvo foi Camulodunum, o posto romano que também funcionava como um clube de campo para os soldados que violaram as filhas de Boudicca. Toda a cidade foi destruída em um cerco brutal tão horrível que a estátua de Camulodunum entrou em colapso e terminou virada de costas, como se estivesse fugindo do inimigo.
Foi necessário três legiões romanas para derrubá-la. Mas antes que ela fosse capturada e morta, Boudicca destruiu e queimou três cidades romanas e massacrou 70.000 soldados de forma que apenas os celtas sabem fazer.

✔ A Divina Comédia e o 'Foda-se' literário de Dante
A República de Florença teve, durante muito tempo, as opiniões divididas em relação ao Papa Bonifácio VIII. Metade do país morria de amores por ele, enquanto a outra metade o odiava. 
A merda toda entornou em 1301, quando o Papa nomeou um tal Charles de Valois como pacificador da Toscânia. Um político local chamado Dante Alighieri maldou que o velho Bonifácio estava tramando algo (como de costume), então ele decidiu viajar para Roma e ter uma conversa com o santo padre. Em uma jogada maquiavélica, o Papa convidou Dante para ficar um tempo como seu convidado pessoal, enquanto ele secretamente ordenava a Valois para marchar até Florença com uma milícia armada para derrubar o político, executar o governo local e instalar um regime papal.
O novo conselho de Florença aprovou uma declaração em que Dante nunca mais poderia voltar para a cidade, sob a pena de morte. Esta ordem não foi revogada até 2008, cerca de 700 anos após o castigo ter deixado de ser eficaz.
A VINGANÇA:
O Papa provavelmente deveria ter o matado em vez de dar uma de espertinho, pois Dante passou a difama-lo pessoalmente no que se tornou uma das obras mais lidas e influentes na literatura do mundo ocidental, a Divina Comédia.

Mesmo sem o auxílio de uma prensa de impressão, o estilo de Dante e suas rimas brilhante deram a garantia de que todo mundo iria ouvir o seu lado da história. De quebra, ainda incluiu vários outros desafetos em seu irônico Inferno literário, reservando um lugar especial para o Papa Bonifácio VIII. No poema épico, o próprio São Pedro denuncia seu papado como "um esgoto cheio de sangue". A ferida foi tão profunda que algumas famílias tiveram que construir várias igrejas para compensar o dano que Dante fez aos seus nomes e empresas.

O interessante é que, uma vez que Dante tornou-se um 'superstar', Florença decidiu abraçar e reconhecer seu 'filho pródigo' e passou os próximos 700 anos implorando a cidade de Revenna, onde ele morreu e foi enterrado, para retornar seus ossos para a terra que ferrou com ele.

✔ A Vingança Cega de Enrico Dandolo
O Império Bizantino foi praticamente uma enorme pedra no sapato da Europa Medieval. Enquanto o Império Romano do Ocidente começava a bater e queimar o resto do continente, seu equivalente oriental, Bizâncio, virou-se e fingiu não ouvir os apelos desesperados dos perdedores, estabelecendo assim sua reputação de babaca-mor no continente europeu.
Em 1171, os bizantinos decidiram intensificar o seu estilo egoísta justo com a próspera República de Veneza. Passaram a prender seus comerciantes sem motivo e roubar seus bens. Naturalmente, Veneza ficou muito chateada por causa disso, mas possuindo pouco poderio militar, preferiu nomear um velho embaixador chamado Enrico Dandolo para acalmar as coisas com o imperador bizantino Manuel I Comneno na capital de Constantinopla.
Por algum motivo escuso, os bizantinos pensaram que seria divertido apenas cegá-lo e continuar a saquear Veneza por mais alguns anos. No entanto, Enrico continuou a servir como emissário de Veneza apesar de cego e atormentado com piadas sobre sua condição.
A VINGANÇA:
Em 1204, 33 anos após o Império Bizantino subjugar seu povo e tirar sua visão, Enrico voltou de Veneza armado até os dentes e dirigiu os exércitos da Quarta Cruzada para saquear Constantinopla.
Foi um ato de vingança cega (desculpa o trocadilho) tão genial quanto brutal, uma vez que Enrico pegou todo os bizantinos com as calças arriadas. A cidade nunca tinha caído perante um inimigo antes, mas este homem cego conseguiu conquistar sua capital e, com ela, todo o Império Bizantino.
Com sua vingança finalmente cumprida, Enrico morreu no ano seguinte com seus 90 anos.

✔ Pierre Picard, o verdadeiro Conde de Monte Cristo
Em 1807, um cara francês chamado Pierre Picard tinha praticamente tudo que alguém poderia desejar da vida naquele tempo: Um emprego estável como sapateiro, uma casa nos arredores da bela Riviera francesa e uma rica namorada francesa muito atraente. 
Na véspera do seu casamento, três de seus amigos chamados Loupian, Solari e Chaubart, decidiram que seria a oportunidade perfeita para planejar uma brincadeira e a maior despedida de solteiro na história. Decidiram enviar uma carta a guarda francesa acusando Pierre de ser um espião Inglês.
Conclusão, ele acabou preso e encarcerado na fortaleza Fenestrelle por sete anos sem qualquer acusação formal, e para tornar as coisas ainda piores, seu ex-amigo Loupian passou esse tempo confortando a ex-noiva de Pierre com o seu pênis.
A VINGANÇA:
Se você acha que eu estou apenas confundindo a estória de O Conde de Monte Cristo com a realidade, você está quase certo. O cara que escreveu esse livro, Alexandre Dumas, baseou seu romance em registros policiais que detalhavam o verdadeiro caso de Pierre Picard, cujo a incrível história de vingança parecia muito surreal para ser encarada como verdadeira.
Os detalhes são um pouco vago, mas em algum momento durante a prisão de Pierre, de alguma forma ele tornou-se um milionário. Aparentemente, ele tinha um companheiro de cela rico chamado Pai Torri com quem iniciou uma amizade tão estreita que Torri deixou para ele sua fortuna depois que morreu. Ou isso, ou ele derrubou um carro blindado enquanto estava em liberdade condicional. De qualquer forma, Pierre fez uso desse dinheiro para produzir um tornado de justiça.
Ao longo de 10 anos, Pierre usou sua nova riqueza para brutalmente arruinar e assassinar seus opressores. Um por um, seus antigos amigos acabaram misteriosamente mortos. Primeiro, Pierre enganou e induziu a filha de Solari a se casar com um criminoso que acabou matando a menina. Em seguida, queimou todo o comércio de Chaubart. E por fim, armou para que o filho de Loupian fosse preso. Para terminar, cuidou para que os três fossem esfaqueados e mortos, o que foi, praticamente, um golpe de misericórdia.
Pierre acabou sendo sequestrado e morto por um quarto amigo, Allut, que sabia sobre seus planos, mas não tinha provas para denunciá-lo. De acordo com a polícia francesa, sua detalhada confissão no leito de morte foi a base para todo o relatório. O que significa que a única razão pela qual sabemos sobre isso, é porque Pierre não viveu tempo suficiente para terminar sua vingança. 

✔ Nunca tente ferrar com Genghis Khan
Depois que Genghis Khan capinou o seu caminho através da Ásia como uma máquina de debulhar trigo, o Império Mongol passou a ter contato direto com o Oriente Médio pela primeira vez em sua história. Como sinal de boa vontade, Genghis enviou uma caravana constituída por 450 homens para fazer contato com o Império Khwarezmid.
No entanto, os Khwarezmids não tiveram tanta amabilidade quanto se esperava, e o Governador Inalchuq de Otrar aproveitou a chance matando a todos.
Genghis, neste momento, estava disposto a dar outra chance a seus novos vizinhos, imaginando que talvez eles não estivessem tentando ferrar com ele. Khan enviou uma delegação para o chefe de Inalchuq, Shah Ala ad-Din Muhammad II , para perguntar o que aconteceu com a caravana que enviara. O Shah respondeu decapitando as cabeças dos embaixadores mongóis e enviando seus corpos de volta para a Mongólia.
A VINGANÇA:
Quando finalmente entendeu o recado, Genghis assentiu e saiu calmamente para as montanhas para contar até 10 e se recompor. Depois de pensar por alguns dias ele voltou revigorado, em seguida, deu a Khwarezmid uma batalha diferente de qualquer outra que o mundo veria até a Segunda Guerra Mundial.
Para vingar seus mensageiros perdidos, Genghis convocou três de seus "quatro cães de guerra", que incluía Subutai, mais conhecido como o maior general de todos os tempos. Após formar cerco à cidadela de Inalchuq por seis meses com as tecnologias chinesas recém-adquiridas, Genghis finalmente obteve um reembolso de seu prejuízo despejando prata derretida nos olhos e boca do chefe de Inalchuq. Em seguida, ele foi atrás do Xá.
Genghis Khan invadiu Khwarezmia com 200 mil dos soldados mais bem treinados do mundo, e destruiu um exército cinco vezes maior que o seu. Quando terminou, nem mesmo os cães ou gatos do lugar foram poupados. Todo o império foi literalmente apagado do mapa, todos os seus quatro milhões de habitantes foram reduzidos a montes de esqueletos. Assim foi cimentando o ditado popular, "Nunca mate o mensageiro". Especialmente se ele trabalha para Genghis Khan.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário