segunda-feira, 14 de abril de 2014

O Anjo Pornográfico – A Vida de Nelson Rodrigues (Ruy Castro)

Esse é o tipo de leitura que considero indispensável na prateleira de qualquer aspirante a escritor nacional. Faz tempo que eu namorava o título pelas vitrines das livrarias que visito, mas, ao mesmo tempo, prestava tanto respeito a essa obra que não ousava adquiri-la sabendo que não teria tempo hábil para lê-la. Quando a tivesse em mãos, queria poder sorver cada momento junto suas páginas tal qual faria com alguma personagem ousada criada pela mente brilhante do próprio biografado.
Encontrei esse tempo precioso no início desse ano, em época de pouco movimento no trabalho, quando decidi abdicar de minhas leituras “obrigatórias” e me permitir conhecer mais profundamente um período fundamental da formação da literatura, do teatro, da imprensa, do cinema, do esporte nacional e até mesmo da cidade do Rio de Janeiro, como nós os conhecemos hoje. Tudo isso contado através da vida de um homem que foi uma engrenagem primordial para a consolidação de todos esses conhecidos ícones brasileiros.
Como um menino olhando pelo buraco da fechadura, acompanhei a trajetória desse autor genial relatada no livro O Anjo Pornográfico – A Vida de Nelson Rodrigues (Editora Companhia das Letras, 454 páginas), escrito pelas mãos de Ruy Castro.

Se tem uma coisa que Nelson Rodrigues cativou com a mesma maestria que conduzia suas obras, foi as ideias erradas a seu respeito. O que, a meu ver, torna sua biografia uma peça extremamente relevante para calar os que ainda julgam sua obra baseados apenas nas versões televisivas exibidas pela rede Globo.
A história do criador de ‘A Vida Como Ela é’ começa antes mesmo de seu nascimento, ainda com seu pai Mário Rodrigues, jornalista e fundador de jornais que ficaram marcados na imprensa carioca. Passando pela trajetória do seu irmão Mário Filho, idealizador dos primeiros campeonatos de futebol e da imprensa esportiva do país, e personalidade que empresta o nome ao estádio do Maracanã em merecida homenagem. Até chegarmos a vida de Nelson como ela foi, tracejada de altos e baixos, de sucessos inesperados a derrotas homéricas, de paixões desacerbadas a tragédias “rodrigueanas”. Exatamente como é lembrada grande parte da sua obra.
Muitas vezes adjetivado pelos “idiotas da objetividade” como tarado, mórbido ou até reacionário, pra mim, Nelson é a maior figura representativa de um indivíduo por ele só. Um ser humano falho sem medo de acertar, uma pessoa que tem certeza de seus acertos mesmo sabendo que está falhando.

Não importa por qual faceta você conheça o perfil do Anjo Pornográfico, essa biografia com certeza irá abordá-la de forma limpa, imparcial e apresentará muitos outros aspectos pelos quais você deveria conhecê-lo.
Com uma leitura tão altruísta, a gente se envolve tanto com a vida do biografado, que às vezes acaba esquecendo-se de avaliar a escrita do autor da obra. Mas por fim, não deveria ser mesmo assim em uma biografia? O narrador ficar oculto na coxia, quase que sussurrando a história para a plateia, sem nunca interferir em seus acontecimentos? Pois isso Ruy Castro já provou que sabe fazer com competência em trabalhos anteriores.
E a convicção de que a obra cumpriu o seu papel, ocorre quando você termina a leitura, fecha o livro e sai sedento atrás de livros, matérias, filmes e todo tipo de material ligado a Nelson Rodrigues, e talvez compreenda por que, infelizmente, não encenam mais as suas peças.

Para conhecer em detalhes a vida do Anjo Pornográfico, clique agora no banner abaixo da nossa parceira Submarino e compre o seu exemplar. Depois volte aqui e conte a sua própria experiência com o livro em nossos comentários.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário