terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Palavras Contadas (Luiz Alves)

Às vezes eu sinto que a literatura é uma das poucas esferas da arte que ostenta o dom de nem sempre esperar o seu consumidor chegar até ela. Muitas vezes é ela que chega até o seu leitor sem qualquer aviso prévio e começa a contar a sua história devagarzinho, no tempo de quem não tem pressa. Cada conto contado é também uma vida vivida, e não interessa se pautada na realidade ou meramente fictícia, se baseada em fatos reais ou se só tem vida nas páginas borradas de tinta, são todas experiências de uma biografia que também passa a ser sua ao final de cada leitura.

Creio que esta percepção é mais facilmente notada em livros no formato de contos reunidos, onde a sinopse não consegue te passar todo o conteúdo guardado em seu anterior e absolutamente nenhum ‘spoiler’ em frases soltas pela capa podem estragar as surpresas que estamos por ler. Ao mesmo tempo em que o fim de cada história é uma pausa para reflexão, e uma retomada de fôlego para a próxima narrativa.
Os contos não precisam seguir uma lógica, e ocasionalmente nem bom senso. Basta que cumpram o seu papel de abordar diferentes assuntos, diferentes sensações de diferentes pessoas e nos atar aos detalhes que nunca notaríamos ao nosso redor se não parássemos para lê-los. Esses são elementos básicos que podem ser encontrados no livro 'Palavras Contadas', do autor Luiz Alves (Selo Desfecho Romances, 134 páginas). Uma obra que quer te assuntar sobre fatores importantes que talvez tenham escapado ao seu olhar enquanto você mexia no celular.

Do assunto mais complexo ao mais desimportante, o autor te cata pelas mãos e leva para dar um passeio quase fantasmagórico, em que nos sentimos como seres translúcidos capazes de transitar por entre paredes de forma intangível, e observar curiosamente o comportamento das outras pessoas de forma invisível, e sem ser notado. Melhor dizendo... Sabe quando se diz que gostaríamos de ser um mosquito só para saber o que está se passando com alguém ou acontecendo em algum lugar qualquer? Pois bem, é exatamente isto que este livro faz com seu leitor.
Aquele sujeito esquisito que tentou te abordar na rua, e foi sumariamente ignorado porque você estava atrasado demais para poder ouvi-lo. Aquela conversa importante que você vive adiando por falta de tempo. Aqueles planos frustrados pelos seus próprios medos. São situações que deixamos passar na vida, e que nem sempre temos outra oportunidade de fazer uma escolha diferente. E será que realmente faríamos tais escolhas se surgisse a chance? O ‘Palavras Contadas’ pode te ajudar a reconstruir em seu imaginário essas passagens que foram perdidas em sua vida.

Ao todo são 17 historietas bem narradas que transcrevem cenários comuns para qualquer um de nós. A variedade de temas abordados é a certeza de vasculhar por todos ambientes, de ir a todos os lugares, dos mais familiares aos mais inóspitos, passar por dentro da história de indivíduos que são encarados como meros pontinhos em meio ao coletivo, e observar os fatos por ângulos que parecem impossíveis de serem captados pelos receptores enferrujados pelo padrão do nosso dia a dia.

Para conhecer todos os segredos que se escondem nessa série de contos, clique agora no banner abaixo da Multifoco e compre o seu exemplar. Depois volte aqui e conte a sua própria experiência com o livro em nossos comentários.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário