quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Sven Hassel, o maior vendedor de Livros de Guerra está voltando ao Brasil!

Não sei bem se podemos afirmar com tanta veemência que atualmente vivemos em 'tempos de paz', mas o fato é que as guerras passadas (e muitas das atuais) ainda são um tema envolvente que fascinam um grande público. Além dos filmes que são produzidos aos montes sob este cenário de conflito, a literatura também sustenta grande parte desta história com narrativas precisas e fictícias sobre estes períodos conturbados da humanidade.
Até então considerado um tema bem masculino, esse tópico já foi dissecado no blog em duas postagens onde selecionamos uma lista de Livros sobre Guerra que todo Homem deveria ler (clique para ver a PARTE 1, e a PARTE 2). Infelizmente, na ocasião em que as postagens foram escritas, não pudemos incluir nesta seleção o maior autor de livros de guerra do mundo, que curiosamente não era mais publicado no Brasil desde a década de oitenta,... Até agora. A nossa parceira Editora Labareda acaba de anunciar um de seus lançamentos de estreia que promete explodir feito uma granada nas portas do mercado literário com o primeiro livro do escritor dinamarquês Sven Hassel, o maior vendedor de War Books da crônica militarista.

Sobre o autor....
Hassel nasceu em 1917, em uma pequena cidade chamada Frederiksborg. Lá ele foi criado em uma família pobre da classe trabalhadora que o levou a entrar para a marinha mercante na idade precoce de 14 anos, para ganhar a vida. Quando concluiu o serviço militar, ele se viu em meio a um aumento do desemprego e uma crise geral na Dinamarca. Decidiu então tentar a sorte e se mudou para a Alemanha na esperança de encontrar um emprego. Mesmo assim, sua busca por emprego não foi bem sucedida e ele decidiu juntar-se ao exército alemão (Wehrmacht) como voluntário em 1938. Para isso teve que assumir a cidadania alemã, que lhe foi concedida por meio de uma mentira, declarando que seu pai era de origem austríaca. 
Como um soldado na frente, Hassel foi exposto aos perigos de lutar em várias linhas de frente. Ele foi ferido oito vezes no total, e durante uma dessas passagens, ele foi temporariamente transferido para a Abwehr (espionagem) na Dinamarca por alguns meses (de dezembro de 1944 a janeiro de 1945).
No entanto, quando a guerra terminou em 1945, como conseqüência de ter lutado do lado alemão, ele ficou preso em várias prisões americanas e campos de concentração russo, como um prisioneiro de guerra. Posteriormente, ao voltar para a Dinamarca, a cidadania alemã de Hassel foi cancelado e ele foi inicialmente condenado a 10 anos de prisão dinamarquesa pela traição de ter servido no exército alemão. Em 1949, a anistia concedida aos  presos políticos o libertou.

Sobre a sua obra...
Foi enquanto pagava sua sentença em um desses campos de prisioneiros que Hassel começou a escrever seu primeiro livro. A Legião dos Condenados foi publicado na Dinamarca, em 1953. Até hoje é o único romance dinamarquês que foi vendido por mais de seis décadas consecutivas, desde a sua primeira edição.
Hassel então criou uma série de 14 romances sobre a II Guerra Mundial, inspirados em seus encontros e experiências da guerra. Os livros levam o leitor a uma viagem após o julgamento e tribulações de Hassel e seus companheiros de batalhão penal. Esses livros têm visto o sucesso mundial com mais de 53 milhões de cópias vendidas, traduzida em 25 idiomas e publicados em mais de 50 países. Só na Grã-Bretanha os livros já venderam mais de 15 milhões de cópias.
A obra antiguerra de Hassel retrata o soldado comum, nos mostrando o outro lado da medalha. Estes soldados não são os homens que provocam as guerras, mas são usados ​​como peões forçado a lutar. As narrativas são baseadas não apenas na própria luta do autor, mas também incorporar elementos de ficção e enredos acentuados com um senso de humor espirituoso. Suas esperanças são para alertar as gerações mais jovens contra as atrocidades da guerra, sublinhando que a guerra é o último recurso explorado por políticos falhos.

A Editora Labareda acaba de chegar ao cenário literário nacional e já promete incendiar o mercado com suas publicações. Além da expectativa de trazer obras raras como o trabalho de Sven Hassel para o Brasil, a editora também busca a formação nacional do seu catálogo abrindo portas para a avaliação de projetos literários, clique aqui para saber como enviar o seu.
Para conhecer outros lançamentos e acompanhar o que a Labareda está preparando para a sua estreia, curta a página da editora no Facebook.

Veja Também:
-Livros sobre Guerra que todo homem deveria ler
-Livros sobre Guerra que todo homem deveria ler - PARTE II
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário