terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Uma luta na hamburgueria

Eles serviam um hambúrguer delicioso, uma enorme porção de batata frita, e os copos grandes vinham abarrotados com cerveja.
Só que bem no fundo, o que eu e os caras curtíamos mesmo era olhar os peitos da Debye, que em meu conceito eram os mais atraentes e os mais simpáticos que eu já vi.
Fazia mais ou menos uns cinco minutos que eu destruía um hambúrguer com toda a fome do mundo, quando a Cass chegou e disse: “Oi”, e imediatamente sentou-se.
Não demorou muito e ela despejou tudo, e contou uma história tão maluca quanto ela. Disse que havia enfiado um garfo no olho do seu namorado, o Roy, dono da hamburgueria, instantes atrás, lá na cozinha.
Eu me mantive calado, mas ela não se conteve, e foi em frente como uma boa metralhadora que falava sem parar e sem pensar. Ela disse que o atingiu com toda a sua força, mas que não imaginava que pudesse feri-lo com tamanha gravidade.
Eu dei mais um gole de cerveja e fiquei olhando pra ela com meus olhos arregalados. Então ela apontou pra Debye e foi logo despejando tudo novamente: “O Roy andava me traindo com ela, e quando eu perguntei a ele o motivo, ele me disse que ela tinha um par de peitos incríveis, e que homem algum resistiria ao charme que ela sempre demonstrou; você também curte os peitos dela?”, e ficou olhando em meus olhos.
“Sim, os peitos dela são incríveis”, falei. Então o tempo fechou, e a Cass partiu pra cima da Debye e a agarrou pelos cabelos e foi uma confusão danada. Em cinco minutos os canas chegaram e enquadraram todo mundo, e eu não tive outra saída a não ser passar mais uma semana da minha vida na cadeia.

Então a Debye pediu as contas da hamburgueria e sumiu do mapa, ela foi embora sem dizer nada a ninguém, e bem no fundo, quem mais se ferrou com tudo que aconteceu foi a clientela.
Porque mesmo caolho, o Roy ficou com a Cass e os dois acabaram casando no civil, logo depois que ele pagou a fiança e deu o fora da delegacia com ela em seus braços.
E esta é uma situação foda pra eu e os outros, porque os deliciosos hambúrgueres, e as enormes porções de batatas fritas, e os copos grandes abarrotados com cerveja continuam lá, a Cass continua lá, e o Roy continua lá, e todos nós continuamos lá, a comer, a beber e a engordar, mas a Debye não, e isto é mesmo muito triste.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário