terça-feira, 17 de março de 2015

Como funciona o coração de um mecanógrafo

Quando as máquinas de escrever chegam por aqui, elas recebem uma etiqueta com o nome do proprietário.
Depois eu desmonto cada uma delas e divido as peças boas e ruins em duas caixas de papelão também etiquetadas.
A partir daí a aventura começa.
Eu tenho um pequeno depósito de peças restauradas que costuma me tirar do aperto quando preciso de algo que não encontro em lugar algum.
E o que eu mais gosto em minha profissão é que sou o primeiro a experimentar a belezinha já restaurada.
Isso me emociona.
Porque a cada vez que imponho o meu dedo à tecla que beija o papel em branco, eu sinto que o estalo é correspondente ao batimento do meu coração.
É algo mágico pra um saudosista como eu, que sente o próprio sangue a circular por todo o seu corpo devido ao impulso que um simples toque proporciona.
Em momentos assim, costumo sorrir e pensar em música.
Então, abro uma garrafa de vinho, ponho um Bach na vitrola e fico em paz, a ouvir o meu coração que depois de mais de 50 anos restaurando máquinas de escrever, continua firme e forte, e ainda sente como se fosse a minha primeira vez.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário