segunda-feira, 16 de março de 2015

Conheça alguns Movimentos Literários obscuros que passaram pela nossa história

Quando começamos a nos aventurar pelo universo literário, é comum toparmos com diversos movimentos literários e os seus "ismos". O Realismo e o Romantismo aprendemos naturalmente nas aulas de literatura da escola, mas esses não são os únicos, e nem mesmo as mais interessantes, ideias que giraram a roda da literatura.
Assim como existem diversos escritores anônimos cujo as obras caíram na 'invisibilidade pública', há também grandes movimentos literários, e inúmeras sub-categorias, que tiveram suas importâncias históricas engolidas pelo passado. Muitos apenas serviram seu propósito e logo morreram após vencer o prazo de validade, dando espaço para pensamentos posteriores. Outros, parecem tão excêntricos e inacessíveis quanto o conteúdo de suas obras. E, quem sabe, alguns ainda mereçam uma segunda chance em nossas vidas...

Espiralismo
É um movimento biomimético exclusivamente haitiano que nasceu em meados da década de 60. Sua evolução é creditada principalmente a Jean- Claude Fignolé, René Philoctète e Frankétienne, o homem conhecido como o 'Fundador da Carta Haitiana'. Em um prefácio do seu trabalho de 1968, Frankétienne descreve o Espiralismo como "a vida no nível de relações e conexões históricas (posicionamentos no espaço e no tempo). Não em um circuito fechado, mas traçando o caminho de uma espiral". Usando esses padrões naturais, Frankétienne diz que ele é capaz de "empregar o dialeto dos Furações Indomáveis", e falar na "linguagem das tempestades". 
Uma reflexão recente do Chicago Tribune trouxe de volta muitos dos temas e lutas do movimento que ainda são consideradas oportunas, mesmo que o próprio Espiralismo pareça ter desaparecido da consciência internacional.

A Poesia Marciana
É no mínimo exêntrico que um movimento como este tenha existido. A Poesia Marciana foi produzida principalmente no final dos anos 70, e início dos anos 80, por um pequeno grupo de escritores britânicos. Seu trabalho enfatizou a sensação de desprendimento observacional também conhecido como 'desfamiliarização'. A ideia não era bem escrever sobre Marte, mas sim, procurar escrever sobre o nosso próprio planeta do ponto de vista de marcianos que o vissem pela primeira vez. Por exemplo, o autor Craig Raine de "Um Marciano envia um Cartão Postal" descreve a névoa como: "quando o céu está cansado de voar e descansa sua máquina macia no chão."

Os Pinguins Raivosos
Os Pinguins foram compostos por um grupo de jovens australianos na década de 40, um período em que estavam, possivelmente, com muita raiva. Eles sentiram que a cena iluminista na Austrália estava bem isolada do resto do mundo e precisava desesperadamente de uma atualização. Nem todos os intelectuais da época concordavam com isso, dentre eles estava Jindyworobaks, um grupo nacionalista voltado ao cultivo da arte indígena local, e os pinguins acabaram sendo uma declarada oposição a tudo isso.
As coisas tomaram um rumo um tanto estranho em 1944, quando os pinguins publicaram um volume de poesias chamado 'O Escurecimento Eclíptico'. Pouco tempo depois que o livro chegou às prensas, dois homens se apresentaram declarando que eles eram os reais autores de todos os poemas selecionados de uma forma que parecia totalmente aleatória. O líder do Movimento Max Harris, argumentou que a farsa orquestrada não alterava o mérito literário dos poemas, mas tudo foi por água abaixo para o grupo quando Harris foi levado ao tribunal e multado por publicar "obscenidades", mas desde então ele tem sido reconhecido por suas contribuições para a literatura australiana.

Hermetismo
Foi um movimento modernista italiano que surgiu na 'rebarba' do Futurismo. Enquanto o Futurismo focava na indústria e no progresso da humanidade, o Hermetismo produzia poesias curtas e enigmáticas. Isso deu um movimento pra arte estática da época. Salvatore Quasimodo, Eugenio Montale, e Giuseppe Ungaretti foram os pioneiros do movimento, que tentava agir em meio a diversas ditaduras que estavam em ascensão por toda a Europa. Fortemente influenciado por poetas simbolistas franceses, os autores propositadamente trabalhavam com o obscuro em obras densas para tentar escapar da censura pelo regime fascista. A natureza misteriosa de sua poesia é o que lhe rendeu o nome em homenagem a Hermes Trismegisto, um místico antigo e escritor ocultista. Dois dos três poetas herméticos fundadores são ganhadores de prêmios Nobel em literatura.

Literatura Spam
Esse é o único movimento desta lista que iniciou as suas atividades no século XXI, e recentemente sacramentado em matérias no Paris Review e The Guardian. É assim que vem sendo definido aqueles trechos de versos e prosas sem sentido, embutidos no final dos e-mails de spam. Alguns desses versos até podem ser originais, mas a maioria são passagens de domínio público, ou uma aglomeração confusa de várias passagens de autores improváveis que são copiadas da internet. A Literatura Spam também está inclusa nos e-mails comerciais que vendem, ou pretendam vender, produtos como software, acessórios pra impotência masculina, e outras tantas coisas bizarras. Assim como ocorre com rabiscos escritos em um banheiro público de rodoviária, os praticantes da Literatura Spam sempre esperam causar algum tipo de comoção em seu receptor.

Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário