quarta-feira, 11 de março de 2015

Zombie Ass - Toilet Of the Dead

Zombie Ass – Toilet Of The Dead (Zonbi asu)
Diretor: Noboru Iguchi
Roteiro: Tadayoshi Kubo, Noboru Iguchi
Atores: Arisa Nakamura, Mayu Sugano, Asana Mamoru
País: Japão
Ano: 2011

“Zoeira never ends” é uma expressão bastante conhecida nas redes sociais e que se  encaixa perfeitamente nesta obra que não tem título traduzido para o português (Sua tradução literal seria Bunda de Zumbi – O Banheiro dos Mortos). Agora você já tem uma noção do que te espera. Ou não.
Zombie Ass... apresenta a história de um grupo de “amigos” compostos por: Megumi, uma jovem estudante de karatê que carrega o trauma devido à morte da irmã, o cientista nerd Naoi, a esperta Aya e seu namorado idiota e drogado Také,  que vão numa floresta devido à vontade da mimada Maki, que tem como sonho se tornar uma grande modelo e descobriu que muitas delas comem parasitas que vivem nos intestinos dos peixes, pois tais têm nutrientes e tudo mais para deixar a pele e cabelo perfeitos. A partir dessa ideia absurda, começam a ser atacados por estranhos zumbis que saem das privadas e sabe-se lá de onde mais, e descobrem que existe algo muito maior por trás.
Trata-se de um misto de terror com comédia num nível absurdo e inesperado. Dentro do que é proposto, funciona muito bem. Divertido, surreal, nojento e quase grotesco, permanece todo o tempo numa linha tênue entre o absurdo e a apelação barata, e o que seria uma piada de extremo mau gosto não acontece, devido à boa arquitetação. Relembrando: Dentro do que é proposto!!!
Inúmeros elementos deste filme fazem conexão com a cultura pop japonesa: Os diálogos e pensamentos com ênfase na emoção, típico dos tokusatsu (Jaspion, Kamen Rider Black RX, Ultraman, Flashman, Cybercops e outros), vestimentas, expressões e detalhes encontrados apenas em animes. Tudo isso aliado a uma trilha sonora que parece ter saído de um jogo de vídeo-game.
Em meio a todo esse absurdo bem planejado desde o início, a sequência final consegue ser muito inesperada, impressionando e muito.
Dispa-se da coerência, da lógica, embarque nesse absurdo e divirta-se. Vale a pena. Um aviso: Não o assista almoçando, após as refeições ou com seus pais. Certamente não acabará bem.

E qual o pensamento que tirei sobre?
Não sei, ainda estou chocado. E rindo muito.

Felizmente ele encontra-se disponível na íntegra e legendado no youtube: 
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário