quarta-feira, 15 de abril de 2015

Conheça os lançamentos da Editora Alaúde para o mês de Abril/2015

A nossa parceira Editora Alaúde e seu selo Tordesilhas nos passaram a importante missão de comunicar aos nossos leitores dois grandes lançamentos do mês, que muito em breve poderão ser encontrados nas melhores livrarias. 
Confira abaixo:

✔ O Dia em que Sherlock Holmes Morreu, de Arthur Conan Doyle
Sherlock Holmes entrou para a história da literatura como um detetive excepcionalmente brilhante e excêntrico. Com um método próprio, baseado em sua imensa capacidade de absorver e armazenar informações,resolveu inúmeros casos aparentemente insolúveis. 
Os 17 contos desta edição de luxo ilustrada contemplam todas as fases da carreira de Holmes – da descoberta de seus dons, nos tempos de faculdade, até a aposentadoria. O leitor encontrará aqui a ironia, o tédio, a desilusão, a cocaína, o senso de humor, os disfarces, o elementar Watson, Mycroft, Irene Adler e, naturalmente, o professor Moriarty, o maior entre todos os inimigos, contra o qual Holmes trava a luta decisiva que inspirou o título deste volume.
A trajetória de Sherlock Holmes e do dr. Watson começou no ano de 1887, quando Arthur Conan Doyle publicou Um estudo em vermelho, e prosseguiu com uma série de contos inicialmente publicada na revista The Strand com grande sucesso. As primeiras 12 histórias compõem a coletânea As aventuras de Sherlock Holmes, lançada em 1892.
Em 1893, para consternação geral, Conan Doyle matou o detetive nas cataratas de Reichenbach, na cidade suíça de Meiringen. O embate final entre Holmes e seu rival, o professor Moriarty, foi narrado no conto O problema final, que aparece na antologia Memórias de Sherlock Holmes, publicada em 1894. De acordo com os jornais londrinos da época, uma multidão cabisbaixa tomou as ruas da cidade usando braçadeiras pretas no dia em que Sherlock Holmes morreu.

✔ Juventude Brutal, de Anthony Breznican
O cenário onde se desenrola a trama de Juventude brutal, livro de estreia do americano Anthony Breznican, é a escola de segundo grau St. Michael, cuja reputação costuma atrair adolescentes com histórico de expulsão, delinquentes em geral e religiosos estridentes, que criam um ambiente dominado por um darwinismo perverso: para sobreviver ali é preciso resistir à crueldade do grupo – ou então perpetuá-la.
Na St. Michael, os calourossão vítimas de todo tipo de trote e ridicularização por parte dos veteranos, que reproduzem a humilhação que sofreram quando estavam na mesma posição. Assim, os novatos Noah, Peter e Lorelei se veem no degrau mais baixo da feroz hierarquia estudantil, parte de uma violência institucional muitas vezes autorizada por professores e funcionários. O primeiro mostra-se resistente às humilhações impostas pelos alunos mais velhos, enquanto os outros dois tentam fazer acordos para tentar se livrar do tormento diário. Em busca de popularidade, Loreleis acrifica valores e amizades. Juventude brutal acompanha os três colegas durante o primeiro ano do ensino médio, e a inevitável transformação pela qual eles passam.
Os personagens são bem caracterizados, e sua história pessoal é espaçada ao longo do livro, revelando, aos poucos, suas motivações interiores. É aí que a história ganha elementos de suspense – o Padre Mercedes, por exemplo, guarda um segredo que pode ser responsável pelo fechamento da escola no ano vindouro. 
Tratando de um assunto familiar e oportuno, este livro revela com inteligência os meandros do bullying juvenil, e as dinâmicas que criam, ou favorecem, a aprovação e perpetuação de tal violência. Comovente, intenso e com toques de humor, Juventude brutal acompanha os alunos da St. Michael em sua descoberta de que, muitas vezes, abraçar a maldade pode ser a única maneira de sobreviver.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário