domingo, 5 de julho de 2015

Sombra do Paraíso (David S. Goyer & Michael Cassutt)

Embora eu já tenha visitado inúmeros mundos fantásticos descritos em livros de fantasia, confesso que foi rara as vezes que tive a oportunidade de desbravar o espaço e outros planetas. Uma chance que tem sido cada vez mais constante com o recente crescimento da ficção científica no mercado nacional. Eu entendo que o estilo ainda seja mais procurado em mídias visuais como o cinema, mas negligenciar os livros deste gênero pode te privar de algumas experiências extra-sensoriais que apenas essas páginas podem te proporcionar. A construção e projeção mental de um cenário desse tipo, é algo que ocorre de forma muito pessoal quando você não terceiriza esse trabalho para um estúdio de Hollywood. E esse é justamente o tipo de coisa que me faz estar nessa de literatura.
E todos os elementos fundamentais que caracterizam este gênero, podem ser facilmente encontrados em Sombra do Paraíso (Editora Aleph, 448 páginas), uma viagem literária escrita por David S. Goyer e Michael Cassutt, o mesmo roteirista de Homen de Aço e Batman: O Cavaleiro das Trevas.

Em um futuro próximo e bem palpável, o nosso planeta é assolado pela presença de um astro misterioso que aos poucos se aproxima da Terra, dando início a uma nova corrida espacial nos moldes dos saudosos anos 60. De um lado temos a NASA e toda a sua experiencia nesse tipo de exploração, e do outro uma coalizão bem estruturada formada pela Rússia, Índia e o Brasil.
Enquanto conhecemos o passado recente do comandante Zack Stewart da NASA e as questões políticas que envolvem esse tipo de missão, as duas naves pousam em Keanu, assim batizado em homenagem ao ator da franquia de filmes Matrix, e em meio algumas complicações, logo o lugar dá as primeiras impressões de que é bem mais do que aparenta ser. E uma simples missão de reconhecimento passa a ser uma luta pela sobrevivência em um ambiente totalmente desconhecido para a humanidade. De uma forma perturbadora, os autores nos levam a cruzar o espaço abordo dessas naves, e da mente de seus passageiros, para encontrar a coisa mais assustadora que poderíamos imaginar existir além de onde nossos olhos alcançam.
Por diante, o enredo se desenrola mantendo um suspense bem construído que cumpre a objetivo de prender a atenção do leitor até a sua conclusão, deixando um certo receio do final não corresponder todas as expectativas que são maquinadas ao longo desta história.

Com a recomendação de medalhões como Guillermo Del Toro e George R.R. Martin explícitas em sua capa, a saga de Keanu promete ser apenas a primeira etapa de uma jornada espacial intrigante rumo a um conceito surpreendente da ficção científica. A obra é também uma forte referência e fonte de consulta sobre os procedimentos das agências espaciais, fruto de uma pesquisa minuciosa por parte de seus autores, que conseguiram descrever em detalhes o desconhecido que projetaram.
Por fim, acho que vale ressaltar a participação significativa do Brasil nessa obra, representado na história pelo cosmonauta Lucas, reconhecido como 'O maior astronauta do mundo', e mesmo não sendo exatamente o protagonista desta aventura, representa o nosso país de uma forma que poucas vezes foi vista em uma produção estrangeira.

Para conhecer o final desta história, clique agora no banner abaixo da nossa parceira Submarino e compre o seu exemplar. Depois volte aqui e conte a sua própria experiência com o livro em nossos comentários.
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário