sábado, 1 de abril de 2017

5 Livros para ler após assistir o filme 'LOGAN'

Chegamos ao final de uma era com o filme 'Logan', a última vez que veremos o ator australiano Hugh Jackman no papel do anti-herói Wolverine. Com uma violência brutal, final agridoce, e a apresentação de uma jovem heroína peculiar que rapidamente caiu no gosto do público, o roteiro rendeu diversas referencias que vão desde histórias do velho oeste até os filmes clássicos de samurais, surpreendendo a muitos que já desacreditavam na franquia X-Men.
Mas além dos filmes e quadrinhos, também podemos encontrar elementos de 'Logan' na literatura, em livros que podem te distrair pelo tempo necessário para processar o fato de que não veremos mais o herói tão cedo nas telas.


✔ O Coração é um Caçador Solitário (Carson McCullers)
Numa cidadezinha do sul dos Estados Unidos, no final dos anos 1930, os efeitos da Grande Depressão ainda se fazem sentir. Personagens como Biff Brannon, dono do restaurante que nunca fecha na cidade; a garota Mick, forçada a passar abruptamente da infância à idade adulta; o agitador marxista Jake Blount; o médico negro Benedict Copeland, que atende de graça os pacientes pobres e luta pela emancipação racial, enfrentam, além da carência material, o flagelo da solidão e da incomunicabilidade.
O centro desta narrativa, em que cada capítulo assume o ponto de vista de um personagem, é o mudo John Singer, um homem triste e solitário, que por sua serenidade enigmática é visto como um santo pela comunidade.
O coração é um caçador solitário foi publicado em 1940, quando a autora tinha apenas 23 anos, e obteve reconhecimento imediato. O romance foi adaptado para o cinema em 1968 pelo diretor Robert Ellis Miller e publicado no Brasil, com outra tradução, nos anos 1980. (Editora Companhia das Letras)

 A Vida Secreta do Senhor de Musashi (Junichiro Tanizaki)
A vida secreta do senhor de Musashi narra episódios da infância e da juventude de Terukatsu, membro do clã Musashi. Como era hábito no Japão do século XIV, o garoto fora enviado ao castelo de um senhor aliado para receber sua educação literária e marcial. Ali, aos doze anos, acompanhará fascinado a batalha entre os defensores do palácio e os guerreiros de outro clã, que pretendem tomá-lo. A experiência o levará a desenvolver um curioso impulso erótico e necrófilo: a obsessão sexual por cabeças decapitadas, como as dos guerreiros inimigos mortos no campo de batalha. O relato de Tanizaki remete à história japonesa e à figura heroica e lendária de Myamoto Musashi (1584-1645), o maior samurai japonês, inspirador de diversas obras literárias e artísticas no Japão. O Terukatsu desta novela, porém, é fictício e teria vivido antes do Musashi famoso.
Na segunda novela, "Kuzu", o narrador fala de sua tentativa frustrada de escrever um romance histórico sobre o Imperador Celestial, morto no século XV, nas montanhas de Yoshino. A busca pelo depoimento de moradores locais leva a uma inusitada reconstrução de época.
As duas novelas reafirmam a convicção de Tanizaki de que o passado permanece em constante reconstrução por meio da arte, da memória, da imaginação e da fantasia. (Editora Companhia das Letras)

✔ O Senhor das Moscas (William Golding)
Publicado originalmente em 1954, Senhor das Moscas é um dos romances essenciais da literatura mundial. Adaptado duas vezes para o cinema, traduzido para 35 idiomas, o clássico de William Golding - que já foi visto como uma alegoria, uma parábola, um tratado político e mesmo uma visão do apocalipse - vendeu, só em língua inglesa, mais de 25 milhões de exemplares. Durante a Segunda Guerra Mundial, um avião cai numa ilha deserta, e seus únicos sobreviventes são um grupo de meninos em idade escolar. Eles descobrem os encantos desse refúgio tropical e, liderados por Ralph, procuram se organizar enquanto esperam um possível resgate. Mas aos poucos e por seus próprios desígnios esses garotos aparentemente inocentes transformam a ilha numa visceral disputa pelo poder, e sua selvageria rasga a fina superfície da civilidade, que mantinham como uma lembrança remota da vida em sociedade. 
Ao narrar a história de meninos perdidos numa ilha paradisíaca, aos poucos se deixando levar pela barbárie, Golding constrói uma história eletrizante, ao mesmo tempo uma reflexão sobre a natureza do mal e a tênue linha entre o poder e a violência desmedida. A nova tradução para o português mostra como Senhor das Moscas mantém o mesmo impacto desde o seu lançamento: um clássico moderno; um livro que retrata de maneira inigualável as áreas de sombra e escuridão da essência do ser humano. (Editora Alfaguara)

✔ A Estrada (Cormac McCarthy)
Em um futuro não muito distante, o planeta encontra-se totalmente devastado. As cidades foram transformadas em ruínas e pó, as florestas se transformaram em cinzas, os céus ficaram turvos com a fuligem e os mares se tornaram estéreis. Os poucos sobreviventes vagam em bandos.
Um homem e seu filho não possuem praticamente nada. Apenas uns cobertores puídos, um carrinho de compras com poucos alimentos e um revólver com algumas balas, para se defender de grupos de assassinos. Estão em farrapos e com os rostos cobertos por panos para se proteger da fuligem que preenche o ar e recobre a paisagem.
Eles buscam a salvação e tentam fugir do frio, sem saber, no entanto, o que encontrarão no final da viagem. Essa jornada é a única coisa que pode mantê-los unidos, que pode lhes dar um pouco de força para continuar a sobreviver.
A Estrada representa uma mudança surpreendente na ficção de Cormac McCarthy e talvez seja sua obra-prima. Mais que um relato apocalíptico, é uma comovente história sobre amadurecimento, esperança e sobre as profundas relações entre um pai e seu filho. (Editora Alfaguara)

✔ Ciclo das Trevas (Peter V. Brett)
Se você acha que o seu pai é meio displicente, pelo menos ele não deixou você sair correndo sozinho para salvar a sua mãe de um demônio do fogo, enquanto ele apenas observava paralisado de medo em algum lugar seguro.
Assim que a escuridão cai, os demônios corelings aparecem em grande quantidade, gigantes de fogo, madeira e rocha famintos por carne humana. Depois de séculos, os humanos definham com o esquecimento das marcas de proteção. Arlen, Leesha e Rojer, três jovens que sobreviveram aos ataques demoníacos, atrevem-se a lutar e encarar o perigo para salvar a humanidade.
Em O Protegido, a humanidade cedeu a noite aos corelings e são poucos que ainda conseguem se esconder atrás das proteções mágicas, rezando para que elas os conduzam para mais um dia. Conforme os anos passam, as distâncias entre as pequenas vilas se aprofundam. Parece que nada pode deter os demônios ou aproximar a humanidade novamente.
Arlen, Leesha e Rojer, crianças nascidas nesses pequenos vilarejos hoje isolados, não se conformam com essa situação. Um Mensageiro ensina ao jovem Arlen que o medo, mais que os demônios, tem paralisado a humanidade. Leesha vê a sua vida perfeita ser destruída por uma simples mentira e se torna uma coletora de ervas para uma velha mulher, mais temida que os demônios da noite. E a vida de Rojer muda para sempre quando um menestrel viajante chega à sua cidade e toca seu violino.
Mas estes três jovens carregam algo em comum. São todos teimosos, que não se rendem à realidade imposta a eles e sabem que há muitos segredos e mistérios no mundo além do que lhes contaram. Para descobrir isso, eles terão que se arriscar, abandonar suas proteções seguras e encarar os demônios de frente. (DarkSide Books)

Conhece outros títulos que considera indispensável para essa lista?! Deixa a sua sugestão em nossos comentários e colabore com essa postagem!
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
1 Comentários

Um comentário :

  1. Adorei as dicas.
    "Logan" foi um filme ótimo!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir