terça-feira, 11 de abril de 2017

O difícil trajeto da imigração compõe a história da obra 'Italiano Imigrante'

Ler o livro "Italiano Imigrante", de Ivanor Ferronatto, é embarcar em uma viagem no tempo e na história, retroagir a Itália, na região do Vêneto, em uma pequena fração da comunidade de Lória, Bessica, por volta de 1870, em que a localização nos fatos políticos, econômicos, sociais e religiosos são elementos que completam a trama desse livro envolvente. Fatores que se repetiam à séculos como: a concentração da propriedade das terras, o modo de relacionamento entre os tomadores dos serviços rurais e os prestadores; O poder da igreja que estava sendo afetado com a unificação da Itália promovida pelo rei Victor Emannuel II ; a chegada da industrialização e os efeitos sobre os meios de produção até então devidos a mão de obra dos “contatini”,” bracianti”.

Em todo este enredo, se desenvolve o romance. Como uma família, feliz, produtiva, participante das atividades de sua comunidade, vai aos poucos, perdendo seus membros, até restar tão somente três. O desencanto com a vida, a luta pela sobrevivência, e,  por fim, a decisão pela emigração.

SINOPSE: Como servir a dois países? Um que ficou para trás e o outro que será todo o futuro!
O primeiro, rico em cultura e de historia milenar, berço do catolicismo e de tantas outras referencias mundiais, mas que, não tinha como alimentar a população carente e sem trabalho, optando entre vê-los morrer de fome e doenças, por “exportá-los”. O segundo, de dimensões continentais e de baixa densidade populacional, com economia incipiente e pouco diversificada, de braços abertos a todos que pudessem inserir em seu solo, novas sementes.
Este é o cenário da saga da família Berto, que partiram da Itália sem qualquer poder econômico, mas trazendo como lastro os costumes sociais, a religiosidade, a cultura, os valores familiares e o conhecimento de produção. O autor conduz o leitor, a mergulhar na alma de cada componente desta família, oferecendo emoção a cada virada de página, lhe despertando o choro e o riso, além de mostrar como se originou o grande pólo de desenvolvimento em parte do Brasil.
Ao iniciar a leitura, com certeza será levado a querer descobrir o Italiano Imigrante, percorrendo caminhos que se iniciam por volta de 1875 e chega próximo a 1980 descortinando os acontecimentos políticos ocorridos no período, parte da história dos dois países. Até onde foram cidadãos italianos em solo brasileiro, e a partir de quando passaram o deixaram de ser. Quais os hábitos e laços que mantiveram com a antiga pátria, e perceba, como um sociólogo, a inserção paulatina, constante e transformadora deste individuo na nação Brasileira, formando população única, forte, forjada em valores trazidos pelos imigrantes de diversas nações, aqui em particular, o italiano. O leitor certamente estará emocionado ao descobrir o Italiano Imigrante. Comece por Costantin. (Editora CRV)
Gostou? Curta nossa fanpage no Facebook...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Comentários
0 Comentários

0 . :

Postar um comentário